Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Em MS, petistas repudiam processo de impeachment e querem prisão de Cunha

03 dezembro 2015 - 18h02Por Dany Nascimento

A bancada petista da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul destacou que repudia a atitude do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que autorizou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), dando andamento ao requerimento formulado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior.

De acordo com o deputado estadual Amarildo Cruz (PT), Cunha não dispõe de 'princípios morais' para tomar essa decisão. "É um dos maiores absurdos dos últimos tempos, é inacreditável que um sujeito que não tem princípios morais e que sempre ameaçou o PT tomar essa decisão. Esse bandido deveria estar preso".

Cunha anunciou a abertura do impeachment no mesmo dia em que a bancada do PT na Câmara anunciou que vai votar pela continuidade do processo de cassação de Cunha no Conselho de Ética, o que segundo Amarildo Cruz, seria uma vingança do peemedebista.

"Esse bandido sempre ameaçou o PT e agora que nos posicionamos a favor de sua cassação, ele utiliza sua função pública para se vingar do nosso partido. Isso envergonha qualquer cidadão de bem, esse cara tinha que ir para a cadeia, uma figura como esta deveria estar presa", diz o deputado estadual.

Amarildo acredita que o impeachment não passa pelo Senado, levando em consideração que o PT tem a maioria dos votos. "Claro que isso não passa pelo Senado, temos a maioria dos votos. Mas de certa forma, eu acredito que para a presidente Dilma isso é bom porque acaba com essa chantagem que esse bandido vem fazendo ao nosso partido".

Assim como Amarildo, o deputado estadual Pedro Kemp (PT) também demonstrou revolta ao falar de Eduardo Cunha, concordando com o colega de bancada, afirmando que a abertura de impeachment partiu de um 'bandido de quinta categoria'.

"O Eduardo Cunha é um bandido de quinta categoria, ele faz chantagem para não ser cassado, é inadmissível ele pressionar o nosso partido desta forma, tentando adiar sua cassação, tentando tirar o foco dos processos que possui, não consigo entender porque esse bandido ainda está solto", diz o petista.

Kemp se exalta e diz que Cunha não poderá fugir de seu futuro, que será dentro de uma cela. "Ele não tem autoridade moral para falar da presidente Dilma, ele estava pressionando o nosso governo porque viu que o cerco está fechando para ele. Esse bandido tem que acabar preso".