TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sábado, 04 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Correntes petistas rejeitam Alex e pressionam Kemp para prefeitura da Capital

19 junho 2016 - 16h16Por Airton Raes

Faltando menos de dois meses para acabar o prazo de definição dos candidatos para as eleições municipais, que devem ser referendados através das convenções partidárias, o Partido dos Trabalhadores promete realizar uma reviravolta e escolher novo pré-candidato.

Pessoas e movimentos sociais preocupados com um projeto democrático e popular para Campo Grande e insatisfeitos com a candidatura do vereador Alex do PT vão realizar um movimento a partir de amanhã, 20 de junho, para convencer o deputado estadual Pedro Kemp (PT) a disputar a prefeitura de Campo Grande pelo PT.

A insatisfação ocorre, principalmente, pelo silêncio da bancada municipal do PT em relação à denúncia de suposto esquema para a cassação do prefeito Alcides Bernal.

O nome de Alex do PT como pré-candidato pelo partido ainda não passou por convenção interna e não tem ganhado apoio das correntes dentro da sigla. Inicialmente com três pré-candidatos, deputado Cabo Almi, deputado Amarildo Cruz e Alex do PT, os dois primeiros nomes se retiraram da disputa em prol do vereador.

Recentemente, o deputado federal Zeca do PT defendeu que o partido não tenha candidato próprio nessas eleições municipais em Campo Grande, apoiando a candidatura do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) a prefeito, mas também não foi bem aceito entre as demais correntes que não abrem mão do pleito.

A escolha de Kemp ainda poderia ser vantajosa para Alex, que pode tentar a reeleição a vereador, mais fácil de conseguir mesmo em com a rejeição da população à legenda. Se um deputado participar do pleito, ele ainda pode retornar à Assembleia Legislativa por mais dois anos em caso de derrota.