GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
aguas 07/12 a 11/12
Política

PF destaca que apenas acompanhou operação contra fake news

Policiais federal acompanharam o Oficial de Justiça durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do coordenador de campanha de Odilon de Oliveira (PDT)

19 outubro 2018 - 15h43Por Kerolyn Araújo

A Polícia Federal emitiu uma nota, na tarde desta sexta-feira (19), informando que não deflagrou nenhuma operação sobre uma suposta 'fábrica' de fake news que estaria operando em Campo Grande.

Conforme a nota, policiais federais apenas acompanharam o Oficial de Justiça durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa de Júlio Cabral, coordenador de campanha do candidato ao governo do Estado, Odilon de Oliveira (PDT).

Ainda segundo a nota da instituição, todos os materiais apreendidos foram encaminhados ao Cartório Eleitoral.

(Informação de nova prisão de filho de governador é exemplo de fake news)

Denúncia de fake news

A coligação 'Avançar com Responsabilidade', encabeçada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), denunciou o caso ao TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral). 

Mesmo sem provas se houve crime, o juiz eleitoral Paulo Afonso de Oliveira determinou que fosse feita busca e apreensão na casa de Cabral. Ele ressaltou que é dever da Justiça Eleitoral averiguar eventuais irregularidades.