GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

PF prende professor que comprava votos supostamente para Delcídio

Homem foi preso na noite de ontem na Vila Carvalho

04 outubro 2018 - 10h23Por Rodson Willyams

Policiais Federais prenderam em flagrante, na noite desta quarta-feira (3), um professor de 35 anos, que fazia a captação ilícita de votos mediante pagamento. O professor foi detido em frente à loja de Autopeças Multilatas, no bairro Vila Carvalho, após efetuar pagamento a eleitores para adesivar carros.

Em depoimento, o professor declarou que prestava serviço para a campanha do candidato ao Senado Delcídio do Amaral (PTC). Além dos adesivos, segundo a PF, os eleitores também recebiam orientação em quem votar e uma “cola” eleitoral com os números dos candidatos favorecidos.

Em poder do autor, foram apreendidos 800 reais, material de campanha e lista de eleitores que já haviam recebido valores pela adesivagem e compromisso de voto. O autor do fato responderá pelo delito do Artigo 299 do Código Eleitoral e poderá pegar até 04 anos de prisão, além de multa.

A Polícia Federal afirma que continuará as diligências acerca dessa investigação, bem como monitorando casos de crimes envolvendo as eleições que se aproximam.

Resposta

Por meio de nota oficial, o PTC (Partido Trabalhista Cristão de Mato Grosso do Sul) informa que não contratou e nem vai contratar cabos eleitorais para a campanha de Delcídio Amaral a senador e não permite, autoriza ou apóia qualquer iniciativa de seus simpatizantes fora dos limites da lei.

E destaca que a ação de suposto cabo eleitoral acusado de práticas ilícitas tem, portanto, característica de armação política, o que deverá  também ser investigado pelas autoridades a pedido do partido.