Menu
sexta, 14 de agosto de 2020
Política

Sobre porte de armas, Reinaldo defende que presidente está cumprindo promessa de campanha

"Eu já tenho uma arma com porte, não necessariamente preciso, eu já tinha sido autorizado pela Policia Federal", disse governador

10 maio 2019 - 17h00Por Dany Nascimento

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) garante que não será um beneficiário do decreto de lei editado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), na última quarta-feira (8), que facilita o porte de armas. Reinaldo conta que já possui uma arma em casa há três anos e não pretende adquirir outras armas.

Para Azambuja, a atitude do presidente é só o cumprimento das promessas feitas durante a campanha. “O Bolsonaro está cumprindo o que falou na campanha, Eu já tenho uma arma com porte, não necessariamente preciso, eu já tinha sido autorizado pela Policia Federal, tenho arma, ao governador não será necessário utilizar o decreto”.

O decreto editado nesta quarta-feira (8) pelo presidente Jair Bolsonaro não só facilita o porte de armas como permite que equipamentos de uso restrito das polícias militares, da Polícia Federal e do Exército sejam agora comprados – e usados – por pessoas que cumprirem os requisitos.

Reinaldo ainda pontuou que muitas pessoas estão assustadas com a liberação feita pela presidente, mas pontuo que Bolsonaro está apenas cumprindo o que prometeu.

“Tem pessoas que acham estranho, mas ele falou que faria e fez. Eu não acho estranho, pelo menos está dando sequência naquilo que ele falou enquanto candidato, dando sequência as entregas do que prometeu”, finalizou.

Leia Também

Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Cidade Morena
Homem baleado na cabeça na Mato Grosso morre na Santa Casa
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça
Cidade Morena
Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça
Baleado na avenida Mato Grosso está em estado gravíssimo na Santa Casa
Cidade Morena
Baleado na avenida Mato Grosso está em estado gravíssimo na Santa Casa
Energisa cobra atestado de cliente suspeito de covid para não cortar luz em Campo Grande
Cidade Morena
Energisa cobra atestado de cliente suspeito de covid para não cortar luz em Campo Grande