TJMS dezembro
Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
Política

Presidenciável, Luciano Huck critica Bolsonaro: “não deu certo”

Apresentador faz discurso com teor político e sinaliza a intenção de participar da eleição de 2022

14 agosto 2019 - 16h00Por Da redação/Portal Terra

Nesta quarta-feira (14), veículos como Valor Econômico e O Antagonista repercutiram participação de Luciano Huck em palestra a um grupo de jovens na cidade de Vila Velha, no Espírito Santo. O apresentador, apontado como possível candidato à Presidência da República em 2022, disse reprovar a gestão de Jair Bolsonaro.

“Com todo respeito a esse governo, que foi eleito de forma democrática, não acredito que ele é o primeiro capítulo da renovação, mas o último capítulo do que não deu certo”, afirmou o global. Huck rebateu a polêmica declaração do presidente, feita em 19 de julho, de que “é uma grande mentira” falar que se passa fome no Brasil.

“Pessoas passam fome neste País, e tem gente que ainda diz que não se passa fome no Brasil. Não está vendo? O Brasil tem 7 milhões de pessoas vivendo com R$ 2 por dia. É justo? Não é”, contestou o apresentador. Aplaudido por cerca de 300 estudantes, Luciano, de 47 anos, afirmou que a educação deve ser a prioridade “número um, dois e três também”.

“Não dá para falar de meritocracia enquanto a escola do rico não for a escola do pobre.” Huck foi cortejado por alguns partidos para disputar a última eleição presidencial. Recebeu o apoio informal do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Chegou a ter reuniões de planejamento e esboçar propostas de eventual candidatura. Anunciou a desistência em fevereiro de 2018. Recentemente, o nome dele voltou a ser citado nos bastidores da política como possível candidato na próxima disputa pelo Palácio do Planalto.