Menu
Busca domingo, 17 de novembro de 2019
Política

Ex-aliado de Temer, Marun se aproxima de Bolsonaro e é tratado até por apelido

Conselheiro da Itaipu Binacional é conhecido como 'tratorzão' entre políticos

09 novembro 2019 - 07h00Por Rayani Santa Cruz

O ex-ministro Carlos Marun, que ficou conhecido no Brasil pela amizade com Eduardo Cunha e defesa com unhas e dentes ao ex-presidente Michel Temer, todos do MDB, agora parece ter um novo aliado: o presidente Jair Bolsonaro (PSL). 

Ele agradece pela ajuda para continuar na função de Conselheiro da Itaipu Binacional e conta que é até tratado pelo apelido 'tratorzão'.

“Eu fui indicado pelo presidente Temer e fui mantido pelo presidente Bolsonaro, que a qualquer momento poderia ter me retirado do conselho. Não tenho uma relação extremamente próxima com o presidente, mas tenho uma relação fraterna”, explicou.

O Conselheiro diz que eles foram colegas como deputados federais e tiveram convergências e divergências no Congresso, sempre de forma respeitosa.

Apelido

Aos risos Marun comenta o apelido usado pelo presidente antes de chegar ao Palácio. Ele explica que existem manifestações de carinho fraterno, todas as vezes que eles se encontram.

“Ele [Bolsonaro] me chama de ‘trator’, não sei se isso é bom ou se é ruim, mas é a forma que ele me chama. Quando ele se dirige a mim dessa forma, está tentando me elogiar, no sentido de uma pessoa que atua para que as coisas aconteçam e sejam resolvidas”.