SOLURB JULHO 1

terça, 23 de julho de 2024

Busca

terça, 23 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Política

23/09/2018 14:20

Mesmo preso, Puccinelli pede voto para Delcídio do Amaral

TRE-MS ainda não julgou pedido de registro de candidatura do ex-senador

Mesmo preso desde o dia 20 de julho passado, período de dois meses, por lavagem de dinheiro, o ex-governador André Puccinelli (MDB) faz campanha eleitoral para Delcídio do Amaral, do PTC, que nem sequer garantiu a candidatura, ainda examinada pelo TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul). O apoio é demonstrado através de publicação no Facebook, realizada por sua assessoria.

“Tiraram o direito de escolha do povo em votar em mim, mas eu digo os candidatos que me representam: Junior Mochi [disputa o governo], Senador MOKA 151 e Delcídio do Amaral! Votando nesses candidatos, vocês estarão defendendo o meu legado e meu nome! #Assessoria #AndréLivre #VoltaAndré”, é o que aparece no Facebook do ex-governador, que está preso com o filho André Júnior, no complexo penitenciário de Campo Grande, no Jardim Noroeste.

Nesta semana a defesa de Puccinelli ingressa com recurso no STJ (Superior Tribunal de Justiça) para tentar libertá-los.

Puccinelli tornou-se governador pela primeira vez, em 2007, vencendo as eleições no ano anterior, justamente de quem apoia agora, o ex-senador Delcídio do Amaral, então do PT.

Delcídio, pelo PTC, entrou com pedido de registro de candidatura no TRE-MS.
O PSDB pediu que a corte recuse a intenção do ex-senador alegando que Delcídio foi cassado pelo Senado, em maio de 2016.

Delcídio ficou preso por 87 dias depois de ser grampeado numa conversa que teve com o filho de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobrás, investigado na operação Lava Jato. No diálogo, o ex-senador prometera dinheiro e fuga do país a Cerveró.

Em julho, passado, contudo, a justiça federal, em Brasília, inocentou Delcídio, daí a vontade de retomar a vida política.

O Ministério Público Eleitoral já deu a opinião sobre a candidatura do ex-senador: não. O MPE sustentou em seu relato que Delcídio foi inocentado em primeira instância, mas a Procuradoria Geral da República pode recorrer e o processo seguir.

Diário Oficial do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), desta segunda-feira (24), mas já disponível pela internet, site da corte, informa que o pedido de registro de candidatura do ex-senador Delcídio do Amaral, do PTC, está “pendente de julgamento”.

O ex-senador divulgou nota ontem, sábado (22), afirmando que vai mover medidas judiciais caso sua candidatura seja impugnada.

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO