(67) 99826-0686
entregas

PSDB vai discutir possível expulsão de João Rocha

Infidelidade

19 OUT 2013
Juliene Katayama
09h01min
Foto: Izaias Medeiros/Câmara

O PSDB vai se reunir na próxima terça-feira (22) para discutir sobre a atitude do vereador João Rocha (PSDB) em votar a favor do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) e contra a abertura da Comissão Processante, aprovada nesta semana. Depois de apoiar o Chefe do Executivo no segundo turno, o partido se desligou da administração municipal.

Mesmo com a possibilidade de ser expulso por infidelidade partidária, João Rocha afirma estar tranquilo por estar "ajudando o partido". "Quase todas as portas se fecharam, mas ainda há uma fresta e só tem eu para abrir o restante", afirmou o tucano. Ele foi um dos articuladores do prefeito na Câmara Municipal para tentar enterrar a comissão.

Diante dessa atitude, o presidente municipal do PSDB, Carlos Alberto Assis, entende que o vereador não está seguindo a linha de atuação do partido que já se declarou fora da administração de Bernal. Para piorar a situação, a vereadora Professora Rose, também do PSDB, votou a favor da Comissão Processante. "Vamos discutir sim a atuação de João Rocha, haja visto o voto da Rose", afirmou o presidente.


Na terça, a diretoria municipal vai começar a analisar a atitude de João Rocha para decidir se abre processo disciplinar contra ele por infidelidade partidária já que ele defende o prefeito, mas o partido não faz parte da administração municipal. 


Insistência - João Rocha disse que vai continuar na luta para aproximar o PSDB do prefeito da Capital. "Ele precisa construir a musculatura política, concretizar os diálogos", ressaltou o vereador.



Veja também