GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Política

Puccinelli faz 'charme', mas pode sair candidato a prefeito neste ano

04 maio 2016 - 09h29Por Dany Nascimento

Mesmo com diversas negações do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, diante dos pedidos para encarar as eleições de 2016 como candidato a prefeito da Capital pelo PMDB, aliados acreditam que o 'italiano' muda de ideia. Um deles é o deputado estadual e líder do partido na Assembleia Legislativa, Eduardo Rocha, que fala em 'clamor' da sigla.

O parlamentar afirma que Puccinelli é o nome mais forte dentro do PMDB para a disputa do pleito. "Não desmerecendo ninguém, mas acredito que no final teremos o lançamento oficial do nome do André para a disputa. Vejo ele como pré-candidato mais forte do partido".

Sobre o ex-governador resistir aos pedidos e negar uma possível pré-candidatura, Eduardo afirma que acredita que durante as reuniões, onde a maioria vota a favor da pré-candidatura do italiano, André deve mudar de ideia e colaborar com o partido.

"Eu acredito que no final ele vai mudar de ideia e teremos a pré-candidatura dele. Ele fala que não gostaria de ser pré-candidato, mas ainda acredito que ele será", ressalta o deputado.

Na última reunião do PMDB que aconteceu no diretório regional, o partido definiu que os nomes do senador Waldemir Moka e do deputado federal Carlos Marun eram cogitados para a disputa, enquanto Puccinelli continuou negando entrar na briga e até sinalizou que o deputado estadual Marcio Fernandes estaria dando sinais de que gostaria de ser o pré-candidato.


Porém, o deputado Carlos Marun deixou claro que se sentiu lisonjeado por ter seu nome entre os favoritos, mas destacou que existe a possibilidade de ser ministro de Temer e garantiu que seu foco agora está em Brasília, descartando a possibilidade de ser o pré-candidato pelo PMDB.