volta as aulas
Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
Política

Relatório do Tesouro Nacional indica que MS rompeu limite de gastos com pessoal

Ao todo, 12 estados do país comprometeram mais de 60% da receita corrente líquida com folha de pagamento

17 agosto 2019 - 18h10Por Celso Bejarano, de Brasília

Relatório do Tesouro Nacional indica que o estado de Mato Grosso do Sul é um dos 12 que descumpriram a baliza de gastos com pessoal fixada na LRF (Lei da Responsabilidade Fiscal).

Por regra, na esfera federal, o limite máximo para gastos com pessoal é de 50% da receita corrente líquida. Já para os estados e municípios, o limite é de 60% da receita.

Em março deste ano, o próprio governo de MS fez um alerta pela conta negativa. Informou, à época, que os gastos com o pessoal haviam alcançado, em dezembro de 2018, R$ 6,2 bilhões (estado arrecadou perto de R$ 11 bilhões no ano passado), soma que representava perto de 60% da receita.

Superar os gastos previstos por lei pode desfavorecer os estados ao ponto de proibi-los de arrecadarem recursos federais.

Diz a medida que se a despesa total com pessoal superar a casa dos 95% do limite estabelecido, a LRF proíbe qualquer movimentação de pessoal que implique aumento de despesa, promoção de concursos públicos, um dos quais.

De acordo com levantamento, o crescimento dos gastos com a folha de pagamento dos servidores tem sido desrespeitado devido ao aumento da despesa com os funcionários públicos já aposentados.

Além de MS, romperam o limite da legalidade nos gastos com pessoal os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Minas Gerais.

Uma das medidas tomadas pelo governo de MS para conter os gastos com o pessoal, posto em prática no primeiro semestre, foi o programa de demissão voluntária.

Entre eles estão Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Mas esse valor tem sido descumprido em boa parte do país principalmente por conta do aumento de gastos com servidores aposentados.

Leia Também

Em MS, indígenas querem derrubar “homem do megafone” da Funai
Geral
Em MS, indígenas querem derrubar “homem do megafone” da Funai
Governo marca posse de Regina Duarte para dia 4 de março
Geral
Governo marca posse de Regina Duarte para dia 4 de março
Jovem é atingido na cabeça por hélice de máquina agrícola e morre
Interior
Jovem é atingido na cabeça por hélice de máquina agrícola e morre
Homem é executado em lava-jato
Polícia
Homem é executado em lava-jato