Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Política

Repelentes comercializados em MS podem ser isentados de ICMS

Para o autor do projeto, é necessária a prevenção da dengue por meio do uso dos repelentes, já que ela é uma doença que leva a óbito

23 abril 2019 - 15h36Por Da redação/ALMS

O deputado estadual João Henrique (PR) apresentou Projeto de Lei que isenta a cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre todos os repelentes vendidos em território estadual, no período de duração dos surtos de dengue. Caberá ao Poder Executivo definir o período da vigência da isenção, que será baseada nos dados sobre os boletins epidemiológicos fornecidos pelo Ministério da Saúde.

Se a proposta receber parecer favorável à sua tramitação na Casa de Leis, pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e pelas comissões de mérito, sendo aprovada também nas votações em plenário, torna-se lei e entra em vigor na data de sua publicação. Para o autor do projeto, é necessária a prevenção da dengue por meio do uso dos repelentes, já que ela é uma doença que leva a óbito.

“A eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti ainda não é uma forma totalmente efetiva de evitar a transmissão da dengue, sendo necessária a utilização de repelente de insetos. Com a redução do ICMS, estes produtos são desonerados de um importante componente do custo final, diminuindo seus preços, o que facilita sua aquisição”, destacou João Henrique.

Leia Também

Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
Interior
Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Política
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Interior
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil
Geral
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil