TCE MAIO
(67) 99826-0686

Rose firma compromissos com construção civil e recebe apoio de Ayache

Presidente da Cassems aproveitou para alfinetar adversários do PSDB e PSB

20 OUT 2016
Diana Christie
12h33min
Foto: Assessoria

A candidata à prefeitura de Campo Grande, Rose Modesto (PSDB) firmou compromissos com representantes do setor de construção civil e recebeu apoio do presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), Ricardo Ayache, durante compromissos de campanha nesta quarta-feira (19).

Na primeira agenda, Rose ouviu corretores de imóveis, construtores, proprietários de lojas de materiais de construção, pedreiros e mestres de obra e pessoas que buscam comprar a casa própria. “Se não fizermos nada, vamos ter muita gente desempregada e muitos declarando falência”, alertou o corretor Eduardo Rafael Bai. 

A Portaria 160 do Ministério das Cidades, publicada em maio no Diário Oficial da União, determina alterações nas regras para financiamento de imóveis no programa habitacional Minha Casa Minha Vida. A portaria determina o fim das construções em locais que não possuam pavimentação e rede de esgoto, entre outras exigências.

A regra passa a valer a partir de janeiro de 2017 e está preocupando pequenos construtores, uma vez que 50% dos imóveis construídos pelos empresários são financiados pelo programa. “Eu sei da importância desse setor para o desenvolvimento econômico e, caso eleita, vou a Brasília conversar com o Ministro da Cidades, Bruno Araújo, que é do PSDB e um grande amigo meu”, afirmou Rose.

Segundo a assessoria de imprensa da tucana, a vice-governadora agendou uma reunião entre a comissão formada pelos construtores e a Secretaria de Estado de Habitação, Maria do Carmo Avesani Lopez. O encontro deve acontecer entre segunda-feira e terça-feira da semana que vem. “Essa é uma questão federal, mas nós podemos nos unir para levarmos nossas reivindicações", pontuou.

O diretor-executivo do Sindiconstru (Sindicato do Comércio Varejista de Materiais de Construção de Campo Grande), Mário Sérgio Marinho, finalizou a reunião declarando apoio a Rose. “Agora é a hora de fazermos a escolha certa, pela Rose e pelo seu vice, Cláudio (Mendonça). Essa será a melhor administração da cidade”, concluiu.

Em outro compromisso do dia, o presidente da Cassems, Ricardo Ayache declarou apoio a Rose e fez diversas críticas à gestão de Nelsinho Trad (PTB), irmão do candidato adversário, Marquinhos Trad (PSD). “O outro lado administrou Campo Grande por 16 anos. E qual a saúde que temos hoje? Eles deveriam ter vergonha de falar sobre saúde”.

“Sabe a herança que esse grupo deixou? O Gisa, o sistema de informática de R$ 10 milhões que não foi implantado. E agora dois deles estão com os bens bloqueados pelo Ministério Público Federal”, prosseguiu Ayache.

A reunião promovida pelo PSB ainda teve a presença do candidato a vice-prefeito Cláudio Mendonça, do vereador reeleito Carlão, o presidente do Detran-MS, Gerson Claro, e do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, que é deputado estadual licenciado.

Veja também