TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Política

Sérgio Moro escolhe Maurício Valeixo para ser diretor-geral da Polícia Federal

Maurício é superintendente da PF no Paraná e comandou a diretoria que trabalhava diretamente com delegados da Lava Jato.

20 novembro 2018 - 14h59Por Da redação / G1

O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciou nesta terça-feira (20) que escolheu o delegado Maurício Valeixo para ser o novo diretor-geral da Polícia Federal (PF).

Valeixo atualmente é superintendente da PF no Paraná, cargo que ocupa pela segunda vez. Em Curitiba, o delegado atuou em fases da Lava Jato e coordenou a operação de prisão do ex-presidente Lula. Foi na gestão dele também que foi fechada a delação de Antônio Palocci com a Polícia Federal em Curitiba.

O anúncio foi feito no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabiente de transição. Moro também anunciou que a delegada da PF Érika Marena assumirá o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça. A delegada está à frente da Superintendência da PF no Sergipe.

Durante rápido pronunciamento, Moro ressaltou que a missão de Valeixo será "fortalecer" a atuação da PF com foco no combate à corrupção e ao crime organizado. O futuro ministro destacou, ainda, a importância de aproveitar na equipe do governo profissionais que atuaram na Operação Lava Jato.

"Eu sempre afirmei que seria eu um tolo se não aproveitasse pessoas que trabalharam comigo, especialmente no âmbito da Operação Lava Jato, que essas pessoas já provaram tanto a sua integridade quanto a sua eficiência", disse Sérgio Moro durante o anúncio.

Moro disse que vai convidar o atual diretor-geral da PF, Rogério Galloro, para assumir alguma função no Ministério da Justiça e Segurança Pública. "Conversei com dr. Galloro, agradeci a ele pelos serviços prestados e pretendo convidá-lo a ajudar em alguma função no âmbito do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, ele não sai por demérito", afirmou.

Perfil

Maurício Leite Valeixo nasceu em Mandaguaçu, no Paraná, e formou-se em direito pela PUC-PR. Antes de fazer parte dos quadros da PF, foi delegado da Polícia Civil, onde integrou o Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), trabalhando no combate a organizações criminosas .

Em 1996 foi para a Polícia Federal. Como delegado, trabalhou na divisão que combate o tráfico internacional de drogas, foi diretor da diretoria de Inteligência, adido policial em Washington, nos Estados Unidos, e chefiou a Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) – o posto número 3 da PF.