GOV AGEMS
Menu
quarta, 08 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Política

Sessão de votação do impeachment começa com gritaria e confusão

17 abril 2016 - 13h37Por Uol

A sessão de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff começou com confusão. Um deputado do PT reclamou que outros parlamentares se manifestavam atrás da Mesa Diretora, onde Eduardo Cunha (PMDB-RJ) preside os trabalhos.

Cunha disse que ele "não ia ganhar no grito". Com uma faixa "Fora, Cunha", deputados foram retirados, segundo o presidente da Câmara porque "faixas não são permitidas no plenário".



Com isso, a sessão se atrasa e o relator da comissão do impeachment, Jovair Arantes (PTB-GO), não sobe à tribuna para fazer seu discurso. Ele tem 25 minutos.



Após 20 minutos do início da sessão, Cunha pediu que os deputados saíssem de trás da mesa e voltassem a seus lugares. A gritaria continuou com uma mistura de "Fora, PT" e "Não vai ter golpe".



Após a saída dos políticos, a fala do relator, então interrompida, continuou. Ele defendeu que o pedido de impeachment não é golpe e que "tem orgulho de participar desta Casa". "Hoje esse parlamento, não importando o resultado, sai fortalecido.