Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
Top Ms
Política

Se Bolsonaro abandonar o barco, PSL 'morre' em Mato Grosso do Sul

Representantes do partido na Assembleia Legislativa já deixam claro: vão seguir o capitão

12 outubro 2019 - 18h10Por Rayani Santa Cruz

O deputado estadual Capitão Contar (PSL) declarou que se o presidente Jair Bolsonaro deixar o partido, a tendência é segui-lo para onde for.  Os desgastes no PSL nacional estão no ápice com possível saída do mandatário.

“Com todo o carinho e orgulho que a gente tem do nosso presidente [Bolsonaro], eu sigo o meu líder verdadeiro”, diz Contar.

O deputado não acredita que instabilidades devido a declarações do presidente sejam a causa do mal estar.

Apesar de ser presidente do PSL de Campo Grande, ele praticamente afirmou não ter apego algum. “Meu partido é o Brasil, eu estou [na política] por um ideal de patriotismo”, afirmou.

Deputado Coronel David, que protagonizou um racha no partido em Mato Grosso do Sul, também comentou que pode deixar o PSL com saída do presidente.

Membro novo

Bolsonaro se filiou ao PSL em março de 2018 para disputar as eleições e levou diversos apoiadores para a legenda. No entanto, a advogada Karina Kufa, que o representa, sinalizou uma possível desfiliação.