Menu
Busca segunda, 16 de dezembro de 2019
Política

Sites de esquerda publicam tuíte e dizem que Bolsonaro poderia ter atendido porteiro no RJ

Então deputado federal estaria em Brasília para duas votações

13 novembro 2019 - 17h19Por Thiago de Souza
Sites de esquerda publicam tuíte e dizem que Bolsonaro poderia ter atendido porteiro no RJ

Sites partidários publicaram tuíte de uma jornalista, nesta quarta-feira (13), que dá conta que o então deputado federal Jair Bolsonaro teria voltado mais cedo de Brasília para o Rio de Janeiro, em 14 de março de 2018. Neste caso, haveria possibilidade de Bolsonaro ter autorizado a entrada de um dos suspeitos de matar Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes,  no condomínio onde mora, na Barra da Tijuca.  

O post da jornalista Thais Bilenky foi às 12h28 e noticiou que a assessoria de Bolsonaro informou que o parlamentar estaria há dois dia com intoxicação alimentar e que no dia 14 de março teria voltado mais cedo para casa, no Rio.  

O fato de Bolsonaro estar em Brasília contradiz depoimento de um porteiro, que diz ter sido autorizado via interfone por um morador que se identificou como ''Seo Jair'', por volta das 17h30 daquele dia.

Porém, conforme a TV Globo apurou, no dia 14 de março, Bolsonaro registrou presença em duas votações em Brasília. Uma por volta das 17h e outra por volta das 20h30. Com isso, seria impossível o deputado estar em Brasília e no Rio de Janeiro. Além disso, na ocasião, o hoje presidente da República gravou vídeo e postou nas redes sociais.  
O site do Correio Braziliense  publicou a foto de passagens aéreas de Brasília com destino ao Rio de Janeiro que teriam sido compradas pela assessoria do então deputado. Porém, não se sabe se Bolsonaro embarcou ou não.  

O Ministério Público Federal vai apurar as circunstâncias do depoimento do porteiro, que disse ter conversado via interfone com alguém da casa de Bolsonaro.