Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
ALMS - NOVEMBRO
Política

Supremo separa em 19 partes delação de Delcídio do Amaral

29 março 2016 - 08h10Por O Jornal

O Supremo Tribunal Federal (STF) dividiu em 19 partes o conteúdo da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) dentro da Operação Lava Jato. O procedimento atende a pedido da Procuradoria Geral da República e segue padrão das colaborações prestadas por réus no caso para iniciar investigações.

Em sua delação, Delcídio contou fatos envolvendo a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o vice Michel Temer, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), entre outros políticos.

“O conteúdo dos depoimentos prestados pelo colaborador diz respeito a fatos diversos, o que justifica os requerimentos de instauração de procedimentos autônomos”, escreveu o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, no despacho que autorizou o fatiamento.

Cada um dos fatos poderá gerar uma investigação ou ter seu relato anexado a outros inquéritos já em andamento no STF. Duas partes da delação de Delcídio, relacionadas a pessoas sem o chamado foro privilegiado, deverão ser remetidas para o juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.