volta as aulas
Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
Política

Técnico que indicou falhas em medidores da Energisa presta depoimento em CPI

A oitiva foi sigilosa e o depoimento será divulgado posteriormente

13 fevereiro 2020 - 10h34Por Rayani Santa Cruz

O técnico que indicou possível irregularidade em medidores de energia e embasou o fato determinado da instauração da CPI da Energisa (Comissão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) foi ouvido nesta quarta-feira (12). A pedido da comissão, o depoimento foi coletado sob sigilo e não será detalhado no momento. 

Segundo o presidente da Comissão, deputado estadual Felipe Orro (PSDB), o depoimento foi esclarecedor. “Graças ao parecer técnico emitido por ele, tivemos argumentos para apresentar um fato determinado e instaurar esta CPI. As informações fornecidas por ele nos auxiliarão na tomada de decisões futuras e também na solicitação de perícias técnicas", explicou.

A sessão marcou a primeira participação do deputado estadual Evander Vendramini como membro titular da CPI. Ele assumiu a vaga após o deputado João Henrique Catan (PL) abrir mão de sua participação na Comissão. 

Participaram também da oitiva os deputados Capitão Contar (PSL), que é relator da CPI, e Renato Câmara (MDB), membro-titular. O vice-presidente da Comissão, deputado estadual Barbosinha (DEM), justificou ausência.

Posição da Energisa

Por outro lado, em nota, a Energisa alegou "que o parecer apresentado pelo tecnólogo na reunião da CPI, não atende aos parâmetros técnicos mínimos recomendados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e que a empresa dele também não é credenciada no Inmetro, o que torna o laudo sem valor técnico e legal".

* Matéria alterada às 10h35 de 14/2 para acréscimo da posição da Energisa