(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Temer detalhará nesta segunda a Renan e Maia texto da reforma da Previdência

Audiência ocorrerá às 17h, no Palácio do Planalto, e contará com a participação de líderes da base aliada; governo pretende enviar a proposta ao Congresso nesta terça (6)

5 DEZ 2016
Globo
12h55min
Foto: GloboNews/Reprodução

O presidente Michel Temer vai apresentar na tarde desta segunda-feira (5) aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), detalhes do texto da reforma da Previdência Social que será enviado nesta terça (6) ao Congresso Nacional, informou a assessoria da Presidência. O encontro está marcado para as 17h no Palácio do Planalto.

Ainda de acordo com a assessoria, a audiência também contará com a presença de líderes da base aliada, além dos ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil) e do secretário da Previdência, Marcelo Caetano.

Após o encontro com os parlamentares, Temer vai receber no Planalto os presidentes da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adilson Gonçalves, e da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Alberto Ercílio Broch.

Meirelles e os ministros Ronaldo Nogueira (Trabalho) e Dyogo de Oliveira (Planejamento) acompanharão a conversa com os sindicalistas.

Mais cedo, em um evento da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a expectativa do governo é de que a reforma da Previdência seja “bem recebida” no Congresso. Ele ressaltou que a necessidade de mudança nas regras previdenciárias é "urgente" para equilibrar as finanças da União.

“Porque Previdência quebra. O Rio de Janeiro mostra isso, os estados estão mostrando e outros países mostram”, destacou o ministro.

Meirelles afirmou ainda aos empresários paulistas que a reforma da Previdência tem como “objetivo fundamental” assegurar o recebimento da aposentadoria.

“Melhor do que tentar antecipar ou manter uma idade de aposentadoria ainda relativamente jovem na vida, e eu posso dizer isso com tranquilidade, a pessoa se aposentar aos 55 anos de idade ou até 60 anos está relativamente jovem, pela minha experiência de vida pessoal, eu posso dizer isso. Agora, é importante dizer que o que é crucial para todos é que todos tenham segurança de que vão receber a aposentadoria”, enfatizou.

Ao comentar o atual sistema de aposentadorias, Meirelles disse que “é injusto conceder privilégios a pequenos grupos”, citando o serviço público.

Déficit da Previdência

Na semana passada, ao participar de um evento em São Paulo com investidores, Michel Temer ressaltou que a proposta tem como objetivo sanar o déficit na Previdência que ele disse estar próximo de R$ 100 bilhões neste ano.

De acordo com o presidente, a previsão do governo é de que, para o ano que vem, o rombo previdenciário chegue a R$ 140 bilhões.

 

Veja também