Menu
quarta, 25 de novembro de 2020
Política

Vereadores pedem intervenção do MEC na UFMS

12 fevereiro 2014 - 13h30Por Dirceu Martins

Durante visita a Campo Grande em outubro 2012, o ministro da Educação, Aloísio Mercadante recebeu dos vereadores Luiza Ribeiro (PPS) e Coringa (PSD), documento solicitando intervenção na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), o afastamento da reitora Célia Maria Corrêa e do vice-reitor Dr. João Ricardo F. Tognini, para garantir isenção nas investigações das diversas denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal e Controladoria Geral da União, à CPI do Hospital do Câncer e do Hospital Universitário, referente à má gestão dos recursos na Universidade e  no HU.


Na tarde de ontem (11), o assessor especial de controle interno do MEC, Francisco Bessa, informou ao gabinete da vereadora que foi aberto processo administrativo no âmbito do Ministério da Educação para averiguar as denúncias e acompanhar o andamento das comissões disciplinares instituídas pela Universidade.


“O MEC informou que, em janeiro, houve uma visita desta equipe a UFMS e que os trabalhos estão em fase de finalização. Esperamos os resultados na expectativa de aclarar as dúvidas e suspeitas de má aplicação dos recursos públicos destinados a saúde e a educação. A Universidade, como centro de difusão do saber e da pesquisa tem um papel importantíssimo no desenvolvimento da sociedade, e deve dar exemplo de transparência e cuidado com a coisa pública", comentou Luiza Ribeiro.


Na UFMS as investigações tiveram início depois da recusa da diretoria do Hospital Universitário em aceitar recursos do Ministério da Saúde destinados a reativação do setor de radioterapia. Já foram instaurados 58 inquéritos civis contra a UFMS no Ministério Público Federal, sendo 29 deles só em 2012, por possíveis improbidades administrativas como superfaturamento, contratação e pagamento a empresas ligadas a diretores do hospital, concessão irregular de bolsas, fraude em pregões eletrônicos entre outras.


Com informações da Assessoria.

Leia Também

Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 654 mortes por covid em 24h, diz Ministério da Saúde
OAB-MS pode suspender advogado que pagou para estuprar meninas de 11 e 12 anos
Interior
OAB-MS pode suspender advogado que pagou para estuprar meninas de 11 e 12 anos
Perigo: Valley mantém balada mesmo com alta nos casos de covid
Cidade Morena
Perigo: Valley mantém balada mesmo com alta nos casos de covid
Vídeo: eliminada em 'A Fazenda', MC Mirella finge mostrar os seios e 'para' Av. Paulista
Geral
Vídeo: eliminada em 'A Fazenda', MC Mirella finge mostrar os seios e 'para' Av. Paulista