TCE Novembro
Menu
segunda, 29 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Repórter Top

Cliente denuncia produtos com larvas em supermercado de Campo Grande

17 maio 2016 - 09h49Por Mariana Anunciação

Um cliente, que preferiu não se identificar, entrou em contato com o Top Mídia News para denunciar a presença de produtos contendo larvas dentro da embalagem, apesar de estar no prazo de validade. O flagrante ocorreu no Hipermercado Extra, localizado na Rua Maracaju, 1427, no Centro de Campo Grande.

Os produtos em questão são cartelas de ovos de codorna da marca Qualitá. Apesar da data de vencimento ser apenas no dia 26 de maio, é visível encontrar diversas larvas dentro das embalagens. O cliente ficou revoltado com o fato e resolveu denunciar por meio do Repórter Top.

 

Foto: Repórter Top

Ao entrarmos em contato com o estabelecimento, via central de atendimento ao cliente (0800 11 50 60), fomos informados dos procedimentos de praxe. “Pedimos para o cliente levar o produto com defeito para a loja e informar se deseja ressarcimento. Ele deverá ser ressarcido ou poderá trocar por outro produto. Será feita uma análise do produto, o gerente ou responsável da marca entrará em contado, posteriormente, para explicar o que ocorreu”.

Além disso, a atendente explicou que, caso o cliente observe alguma irregularidade durante as compras, o mais indicado é informar diretamente na própria loja, visto que os responsáveis poderão retirar os produtos das gôndolas.

Foto: Repórter Top

Problemas

Essa não é a primeira vez em que o mesmo estabelecimento é alvo de problemas. No dia 15 de março deste ano, os bombeiros interditaram o hipermercado após o trabalho de fiscalização feito pelo 6º Grupamento de Bombeiros Militar. A operação faz parte das fiscalizações que o MPE (Ministério Público Estadual) solicitou ao Corpo de Bombeiros devido o incêndio que ocorreu na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), quando 242 pessoas foram mortas.

Em nota, na época, a assessoria do Extra explicou que “a rede está trabalhando em todos os pontos solicitados pelo Corpo de Bombeiros, para assim, realizar a reabertura da unidade. Durante o período, os colaboradores serão realocados para outras lojas”. Depois de cumprir as determinações, o estabelecimento voltou a funcionar normalmente.