Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
camara municipal
Repórter Top

Comerciantes reclamam que 'obra atrapalha', mas enchem vagas de carros para vender

Mais de 300 vagas de estacionamento já foram perdidas e o que restou é usado indevidamente

03 maio 2019 - 19h00Por Amanda Amaral

Comerciantes e moradores da região onde são feitas obras na Avenida Bandeirantes, em Campo Grande, já reclamam há algum tempo do quão prejudicados estão os negócios locais com a falta de vagas de estacionamento. Acontece que outra atitude só piora a situação: o uso das vagas restantes usadas como ‘vitrine’ de comercialização de veículos.

Apesar de não ser recente, a utilização indevida parece não chamar atenção da fiscalização de trânsito, reclama leitor que prefere não se identificar na matéria. Ele encaminhou imagens que comprovam a fileira de carros com marcações de venda.

“Faz quatro anos que moramos por aqui e está assim, mesmo que as obras já tenham ‘comido’ metade das vagas. Já vi lojas fechando, comerciante desistindo, é injusto com quem trabalha e paga imposto certinho e ver escancarado esse abuso”, reclama.

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande (CDL), a perda de 341 vagas de parada se dá por conta do corredor do transporte coletivo, que passará pelo lado esquerdo da via. A CDL fez estudo que mostra que só na Bandeirantes, existem 112 garagens de automóveis, ou seja, grande movimentação de clientes.

A revitalização da Avenida Bandeirantes integra o projeto de mobilidade urbana da prefeitura municipal. O projeto, incluindo a sinalização e sete estações de pré-embarque do corredor, está orçado em R$ 8,7 milhões.  Serão executados 4,1 km de recapeamento.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) para saber sobre a questão, mas não recebeu resposta até a publicação da matéria.

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos, informações que podem virar notícia no nosso site, mandando via WhatsApp pelo número (67) 99826-0686.

Leia Também

Vítima de coronavírus vivia em Dourados e deixa três filhos
Interior
Vítima de coronavírus vivia em Dourados e deixa três filhos
Com aprovação geral, barreiras sanitárias na Capital podem se tornar fixas
Cidade Morena
Com aprovação geral, barreiras sanitárias na Capital podem se tornar fixas
Trabalhador pula de caminhão sem freio, mas morre atropelado
Interior
Trabalhador pula de caminhão sem freio, mas morre atropelado
Jovem de 27 anos testa positivo e morre de coronavírus em MS
Cidades
Jovem de 27 anos testa positivo e morre de coronavírus em MS