ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Inconformados com lixo e mato alto, vizinhos procuram por dono de terreno no Aero Rancho

Medo dos moradores é a presença de marginais e doenças como dengue e zika

20 NOV 2016
Thiago de Souza
16h14min
Mato alto

"Está complicada a situação'', desabafou um leitor do Topmidianews, morador da Travessa Baturité, no Jardim Aero Rancho, em Campo Grande. Ele se refere a um terreno particular abandonado, cujo lixo e mato alto tomam conta do local. O risco de contrair uma doença causada pelo mosquito Aedes aegypit é apenas uma das muitas preocupações dos vizinhos. 

O terreno fica no número 87, segundo moradores próximos, e só recebeu a visita do proprietário uma vez, na ocasião em que a antiga casa foi demolida. ''Entramos em contato com ele [o dono], que prometeu limpar, mas nunca fez'', reclamou o vizinho. 

O local, segundo denunciantes só foi limpo uma vez e há um ano, e a vegetação alta, junto com frutas podres e acúmulo de lixo jogado por outras pessoas propiciam um criadouro para o 'mosquito da dengue'. Outra serventia do espaço, contam os moradores, é o esconderijo de marginais e viciados em drogas.

(Lixo e mato alto tomam conta de terreno no Jardim Aero Rancho - Foto: Repórter Top)

''Tem uma vizinha bem ao lado que está grávida. Já teve gente aqui com dengue'', observou um dos residentes próximos à área. 

Mesmo a alguma distância do terreno, é possível perceber um tronco grande de árvore seca , onde ficam pendurados vários sacos de lixo, depositados ali por desconhecidos. Pedaços de ripas, garrafas pet e telhas quebradas completam o cenário de descaso no Aero Rancho. 

''Estamos fazendo essa denúncia e vamos até a prefeitura e à imprensa. Queremos a ajuda de todos para resolver esse problema'', informou mais uma vez um denunciante.  

Procurado pela reportagem, o proprietário do terreno se identificou no Whatsapp como 'Rafael' e disse que já está em negociação com um dos reclamantes. 

Segundo a Prefeitura Municipal, em caso de terrenos particulares sujos, o proprietário que não limpar pode ser multado em até R$ 7.340,00, dependendo do tamanho da área e da gravidade. As denúncias sobre esse tipo de situação podem ser feitas pelo telefone 156 (Semadur). 

(Local é aberto e moradores temem presença de marginais no terreno - Foto: Repórter Top)  

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos e demais informações que podem virar notícia no nosso site, através Repórter Top. Basta enviar mensagem pelo aplicativo Whatsapp para o número: (67) 9 9826-0686.

Veja também