(67) 99826-0686
Camara - marco

Carreta derruba 8 postes e deixa bairro sem energia na Capital

De acordo com moradores, o motorista não parou; prejuízo pode ficar em até R$ 5 mil

27 NOV 2018
Dany Nascimento
12h15min
Foto: Repórter Top

Um caminhão fez um ‘arrastão’ de postes na manhã desta terça-feira (27), na Rua Angela Adbulahad, na Vila Nasser, em Campo Grande. Um leitor do TopMídiaNews flagrou postes e diversos fios pelo chão, que foram arrancados pelo condutor do caminhão.

De acordo com o leitor, o motorista não parou para verificar o que aconteceu. “Ele ia fazer uma entrega na distribuidora que fica atrás de um supermercado”.

Moradores da região anotaram a placa do veículo e, de acordo com um aplicativo de celular, não existem irregularidades direcionadas à Scânia responsável pela queda dos postes.

Em nota, a Energisa informou que a interrupção no fornecimento de energia foi ocasionada pelo contato de um caminhão de carga alta com cabos da rede de energia. O caminhão encostou na fiação e derrubou oito postes, provocando falha em pontos do sistema elétrico.

A concessionária explica que a fiação está dentro da altura padrão. Equipes da Energisa estão no local fazendo os reparos emergenciais para energizar os clientes o mais rápido possível. "Por enquanto, ainda não temos uma previsão de retorno do sistema", destaca.

O custo para substituição do poste pode variar entre R$ 500,00 e R$ 5.000,00 e é de responsabilidade do condutor do veículo.

O que fazer?

Em caso de colisão de veículos em postes da rede de energia elétrica, a Energisa adverte a população para não tocar ou se aproximar de cabos rompidos ou caídos ao solo e das partes metálicas dos veículos, para evitar choques elétricos. Nestas situações, quem estiver dentro do veículo, não deve tentar sair. Apenas profissionais devidamente habilitados, da concessionária, podem diagnosticar o problema e efetuar os reparos necessários com segurança.

Em casos como esse, o cliente deve entrar em contato imediatamente com a concessionária pelo 0800 722 7272 ou com o Corpo de Bombeiros.

Veja também