Menu
Busca sexta, 13 de dezembro de 2019
Saúde

Após denúncia de caos, Conselho vai ao HU vistoriar ala neonatal

Superlotação é o pior problema apontado por quem precisa do atendimento

30 novembro 2019 - 16h55Por Dourados News

O Coren-MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) realizou vistoria no HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados) após denúncia de caos e superlotação na Unidade Intermediária de Cuidados Neonatais. 

Durante o trabalho in loco, a equipe composta por um conselheiro e uma enfermeira constatou quadros de superlotação de pacientes, estrutura física inadequada para suportar leitos extras, subdimensionamento da enfermagem no setor; além da presença de pacientes com quadro de saúde mais complexo do que o permitido, que serão descritos em um relatório a ser entregue à direção do HU e a outros órgãos competentes para providências.

De acordo com Adrieli Aguiar Nunes, enfermeira que acompanhou os trabalhos, o espaço com capacidade máxima de 15 leites, possuía 21, todos ocupados. “Faltava espaço entre eles. A distância normatizada não está sendo respeitada”, comentou. 

“Vimos que as poltronas reservadas às mães para o momento da amamentação foram retiradas do setor e substituídas por cadeiras. A falta de espaço dificulta, portanto, a amamentação e o contato das mães com os bebês, além de potencializar as chances de infecção hospitalar e dificultar o trabalho do profissional da enfermagem”, complementou o conselheiro Cleberson dos Santos Paixão.

Também foi verificado que o número de profissionais da área é insuficiente para atender os 21 leitos dispostos.