Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Saúde

Auriculoterapia será inserida na rede de atendimento SUS em MS

Conheça as práticas que já estão disponíveis aos pacientes atendidos na atenção básica

07 junho 2019 - 12h16Por SES

Mais de 120 profissionais da saúde de todo Estado concluíram nessa quinta-feira (06.06) o curso de Auriculoterapia, realizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), em parceria com o Ministério da Saúde e Universidade Federal de Santa Catarina.

Com essa formação, esses profissionais estão aptos a elaborarem  projetos de implementação dessa técnica- que utiliza estímulos na orelha para tratar uma série de disfunções físicas – nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF). O curso foi realizado na Escola Pública de Saúde, Dr Jorge David Nasser, em Campo Grande.

Participaram do curso 125 profissionais de diversas áreas de atuação, como enfermeiros, terapeutas ocupacionais,  técnicos em enfermagem, assistentes sociais, farmacêuticos, e que atuam em vários serviços de saúde, principalmente na Atenção Primária à Saúde. O curso foi iniciado em uma etapa à distância trazendo o fundamento teórico-científico, e na sequência os ensinamentos foram presenciais.

A Auriculoterapia é uma das 29 Práticas Integrativas Complementares (PICS) em Saúde inseridas no SUS e reconhecidas pelo Ministério da Saúde como opção para tratamento e prevenção de diversas doenças. Entre as práticas reconhecidas estão também algumas terapias como Yoga, Musicoterapia, Homeopatia e Acupuntura que já são bem conhecidas e difundidas entre a população.

Em Mato Grosso do Sul já estão disponíveis aos pacientes, atendidos na atenção básica, as seguintes práticas: medicina tradicional chinesa, plantas medicinais/fitoterapia, shantala, terapia comunitária, dança circular, yoga, automassagem, auriculoterapia, arterapia, meditação, acupuntura, musicoterapia e reiki. Pelo menos 16 dos 79 municípios do Estado já registraram junto a SES a atuação com as PICS-  Antonio João, Aquidauana, Alcinópolis, Amamabai, Brasilândia, Bodoquena, Campo Grande, Cassilândia, Corumbá, Deodápolis, Coxim, Dourados, Gloria de Dourados, Itaporã,  Iguatemi, Ponta Porã.

Leia Também

Mais fácil entrar em Direito na UFMS que ganhar eleição a vereador em Campo Grande
Política
Mais fácil entrar em Direito na UFMS que ganhar eleição a vereador em Campo Grande
Enquete: maioria dos leitores quer toque de recolher mais rígido em Campo Grande
Cidade Morena
Enquete: maioria dos leitores quer toque de recolher mais rígido em Campo Grande
Empresário Carlito Nahas morre de coronavírus em Campo Grande
In Memoriam
Empresário Carlito Nahas morre de coronavírus em Campo Grande
Oi sumida: chuva chega em bairro de Campo Grande e traz alívio a moradores (veja o vídeo)
Cidade Morena
Oi sumida: chuva chega em bairro de Campo Grande e traz alívio a moradores (veja o vídeo)