Menu
domingo, 29 de novembro de 2020
Saúde

Pandemia ou anti-vacina? Campanhas para imunizar crianças patinam em Campo Grande

Autoridades temem retorno de doenças já erradicadas

23 outubro 2020 - 17h00Por Nathalia Pelzl

As autoridades de Saúde estão preocupados com a baixa procura pelas vacinas em Mato Grosso do Sul e temem o retorno de doenças já erradicadas no Estado. Os motivos podem ser vários, desde o medo da pandemia do novo coronavírus até o crescimento de movimentos anti-vacinas.

Em seu perfil no Facebook, a deputada federal Rose Modesto (PSDB) fez um alerta com relação a baixa adesão da campanha multivacinação e de vacinação contra a poliomielite em Campo Grande. 

“Proteja a vida, vacine! Foi fraca a adesão em Campo Grande no Dia D da de Multivacinação que aconteceu no último final de semana. Autoridades da saúde demonstraram preocupação com a baixa cobertura vacinal este ano. Pode ser por conta da pandemia, muitos pais têm receio de levar os filhos ao posto de saúde. Mas não tenha medo! Pior é ficar sem imunização. Estão sendo ofertadas vacinas de doenças sérias como Meningite, Sarampo e Poliomielite. Não deixe de vacinar”, diz o post.

A Sesau (Secretaria Municipal de Campo Grande) informou que, até o momento foram aplicadas 33.371 doses, sendo 8.267 contra poliomielite. Esse valor corresponde a 17% do público estimado pelo Ministério da Saúde para vacinação da pólio.

Apesar de Campo Grande não registrar caso de poliomielite há mais de 40 anos, os esforços são para que não haja a reintrodução do vírus na Capital, tendo isso como principal meta para conscientização da necessidade da vacina.

A previsão do Ministério da Saúde, 90% das crianças entre um e cinco anos devem ser vacinadas no município, atualmente temos uma população de 48.110 crianças nessa faixa etária na Capital. 

“Como forma de incentivar a vacinação, neste final de semana a Sesau contará com uma equipe no shopping Norte Sul durante todo o período em que o local estiver aberto, para que os pais levem as crianças para tomar a vacina contra poliomielite, e atualize a caderneta de vacinação”,  reforçou em nota. 

Confira lista das unidades de saúde de Campo Grande e procure a mais próxima de sua residência. 

POLÊMICA VACINA 

Na enquete da semana do TopMídiaNews, questionamos se os leitores irão tomar a vacina da covid- 19 quando for aprovada.

Na ocasião, 32,98% afirmou não ter interesse na vacina, que virou alvo de polêmica após o presidente Jair Bolsonaro fazer o Ministério da Saúde recuar da compra antecipada da produção chinesa, destinada à distribuição pelo SUS.

O assunto permanece em discussão. Alguns testes já estão sendo realizados e a previsão é que, até o primeiro trimestre do ano que vem, a vacina esteja liberada. 
 

Leia Também

Brasil tem novas 587 mortes pelo covid em 24h
CORONAVÍRUS
Brasil tem novas 587 mortes pelo covid em 24h
Final Feliz! Seu Manoel é encontrado pela Polícia Civil e família agradece ajuda de todos
Cidade Morena
Final Feliz! Seu Manoel é encontrado pela Polícia Civil e família agradece ajuda de todos
Silvio Pitu promete mandato participativo e qualidade ao invés de quantidade
Política
Silvio Pitu promete mandato participativo e qualidade ao invés de quantidade
Após término com Luan Santana, Jade Magalhães para de segui-lo nas redes sociais
Geral
Após término com Luan Santana, Jade Magalhães para de segui-lo nas redes sociais