TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Saúde

Com pior isolamento do País, secretário alerta para ‘explosão’ de casos da covid-19 em MS

"Há muitos dias estamos nesse desonroso 27º lugar entre as 27 unidades da federação”, diz Resende

05 maio 2020 - 11h34Por Diana Christie

Com a pandemia da covid-19 aparentemente controlada, o sul-mato-grossense vem relaxando as medidas de isolamento social, chegando, nesta segunda-feira (4), ao segundo pior índice desde que o monitoramento começou: 38,4%. O pior dia foi registrado em 30 de abril, quando o índice foi de 31,9%.

Preocupado com esses números, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, alerta para possível aumento vertiginoso no número de casos do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul.

“Isso vai ter um resultado muito ruim em alguns dias. Eu não quero ser catastrófico, mas todos os lugares do mundo ontem houve relaxamento por parte da população ocorreu um número grande de casos e de mortes”, explicou durante divulgação do boletim epidemiológico de hoje.

Segundo o Governo do Estado, Bodoquena, com índice de 29,7%, foi a cidade onde menos pessoas respeitaram os protocolos de distanciamento, e Ladário onde mais pessoas permaneceram em suas casas com 52,2%.

“Isso é vergonhoso e nos incomoda muito já que há muitos dias estamos nesse desonroso 27º lugar entre as 27 unidades da federação”, complementa Resende.

Campo Grande registrou índice de 39% ontem, repetindo a mesma média de isolamento social das últimas cinco segundas-feiras. O histórico do mês de abril para os dias 6, 13, 20 e 27 foram: 42,1%, 37%, 40,8% e 38,5%, respectivamente.

O secretário de Saúde alerta, ainda, para o crescimento de casos nos municípios margeados pelo Rio Paraná e que fazem divisa com São Paulo, especialmente Três Lagoas. Nesta segunda, apenas 36,6% atenderam ao pedido das autoridades de saúde no município. Historicamente, a média tem ficado abaixo dos 43% para o dia da semana.

“Fiquemos vigilantes e colaborem conosco da Secretaria Estadual de Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde com o isolamento social. Esta é, até o momento, a única vacina”, finaliza Resende.