TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 01 de julho de 2022 Campo Grande/MS
Saúde

Cuidado: ficar em casa não anula risco de contágio por coronavírus

Receber visitas e encomendas feitas via aplicativo podem deixar quem está confinado exposto ao vírus

01 abril 2020 - 09h46Por Rayani Santa Cruz

O isolamento social é a atitude mais recomendada para frear o avanço do novo coronavírus. Entretanto, apenas ficar em casa não garante que a pessoa esteja totalmente isolada e, por isso, não anula o risco de contágio. O confinamento, também, exige cuidados de higiene e restrição a visitas, por exemplo. As informações são do R7.

"O risco [de infecção] passa a existir se você está na sua casa, mas recebe visita de amigos, se manda seu filho brincar na casa de colegas, se pega na embalagem que alguém manipulou e essa pessoa estava com as mãos contaminadas", exemplifica o infectologista Jean Gorinchteyn, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo.

Ele acrescenta que trabalhadores que prestam serviços essenciais e não se limparam bem ao voltar, também, podem transmitir o vírus para quem mora com eles.

"Por isso, a higienização daqueles que retornam da rua é essencial", observa. "Vale separar uma roupa limpa para usar dentro de casa e não entrar com nenhum calçado que foi usado na rua", aconselha.

Os cuidados de higiene também são fundamentais na hora de receber encomendas, como alimentos solicitados via aplicativo. "Descarte a embalagem plástica, lave as mãos com água e sabão, depois pode comer a marmita à vontade", orienta o especialista.

Jean cita, ainda, elementos da casa que merecem atenção especial na hora da limpeza: portas de entrada, maçanetas, puxadores. "Devem ser higienizados com frequência", observa. Para fazer a faxina, podem ser usados produtos como água e sabão, água sanitária e álcool 70%.