TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Saúde

Equipamento pode detectar e tratar câncer de pele

22 setembro 2015 - 15h46Por Redação

Lince é um sistema nacional, apoiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), capaz de avaliar e tratar a doença no mesmo dia.

A pele é o maior órgão do corpo humano e também a parte mais exposta. Com o sol e o tempo, diversos problemas de saúde podem aparecer, como o câncer de pele.

Dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) apontam uma estimativa total de 576.580 novos casos de câncer no Brasil entre 2014 e 2015.

Um equipamento totalmente nacional apoiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) ajuda o Brasil a lidar com essa enfermidade.

O Lince é um sistema inovador capaz de avaliar e tratar a doença no mesmo dia, evitando mutilações e procedimentos dolorosos.

O Lince contou com R$ 2,3 milhões da Finep e utiliza a terapia fotodinâmica (TFD) para o tratamento do câncer de pele e fluorescência para evidenciar lesões.

Disponível no mercado a um custo médio de R$ 13 mil, o aparelho já foi autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Desenvolvido pela MMOptcis em parceria com o Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP), o equipamento é o único no mundo com duplo sistema na mesma plataforma, que permite o diagnóstico e o tratamento de câncer no mesmo equipamento.

 

Detecção do câncer

O processo é composto por duas fases – fonte de luz e o medicamento – e pode acontecer no próprio consultório médico.

A fonte de luz contida no equipamento emprega elementos LEDs como emissores, tanto para o tratamento quanto para evidenciar a extensão do câncer. Um conjunto óptico de fonte de luz LED ultravioleta reconhece as lesões tumorais por meio da fluorescência óptica.

O tratamento pode começar poucas horas depois de diagnosticada a doença. É aplicada no paciente uma espécie de pomada específica que reage com a fonte de luz LED vermelha de alta potência, gerando uma fotorreação que levará as células cancerígenas à morte.

 

Sobre a MMOptics

Criada em São Carlos em 1998, a MMOptics desenvolve equipamentos para a área da saúde. A base da inovação tecnológica aplicada pela empresa é agregar a ciência biofotônica à óptica-eletrônica.

Os aparelhos a base de lasers e LED podem ser aplicados na medicina (tratamentos oncológicos), odontologia, fisioterapia, acupuntura, veterinária e estética.