Maracaju III agosto verde 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
quarta, 17 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
Saúde

Referência no Estado, setor de oncologia da Santa Casa corre risco de ser fechado

Setor opera há 17 anos e atende cerca de mil pacientes por mês

02 março 2017 - 15h10Por Airton Raes

A Prefeitura de Campo Grande estuda fechar o serviço de Oncologia na Santa Casa de Campo Grande, suspendendo o atendimento mensal de mil pacientes e impactando na diminuição de opções para quem precisa do tratamento. A informação foi alvo de denúncia de servidores, que preferiram não se identificar por medo de represálias, ao TopMídiaNews. A Secretaria Municipal de Saúde negou que vá suspender o serviço. 

Atualmente o setor de Oncologia da Santa Casa de Campo Grande é uma das portas de entrada para os pacientes que precisam realizar tratamento contra o câncer em Mato Grosso do Sul. O setor é responsável pelo atendimento mensal de mil pacientes, sendo 500 tratamentos em quimioterapia e hormonoterapia.

O presidente da Associação beneficente de campo Grande, Esacheu Nascimento, informou que a prefeitura não tem o poder de encerrar o Setor de Oncologia da Santa Casa, sendo possível o Poder Executivo encerrar o contrato de repasses para o tratamento ao Câncer. Esacheu lembrou que o Poder Público já tentou transferir a quimioterapia para outro lugar, mas um abaixo-assinado com 2 mil assinaturas feito pelos próprios pacientes barrou a inciativa. “Trabalhamos para que o serviço seja ampliado. Vamos continuar com o setor de Oncologia. Se a prefeitura encerrar o contrato vamos atender de forma particular”, pontuou.

O setor de oncologia do hospital atende diariamente cerca de 50 pacientes, sendo por consulta ou medicação, com 14 funcionários, três consultórios médicos, além das enfermarias e o saguão de atendimento. A oncologia é uma especialidade médica que lida com tumores e com o câncer, e está voltada na forma como o câncer se desenvolve no organismo e qual é o tratamento mais adequado para cada tipo.

Atendendo há mais de 17 anos, o setor de Oncologia da Santa Casa representa 40% dos atendimentos em Mato Grosso do Sul, sem fila de espera, onde é fornecido o tratamento completo dentro das portarias do SUS e com satisfação acima de 90% dos pacientes tratados.  

O fechamento da unidade e transferência para o Hospital do Câncer traria um grande impacto no atendimento contra o Câncer em mato Grosso do Sul, diminuindo as opções e aumento a fila no Hospital do Câncer.

Em nota, A Secretaria de Saúde do Município negou que pretende fechar o setor de Oncologia da Santa Casa, informando que pretende ampliar os serviços de tratamento contra o Câncer no município.