Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Saúde

Governo amplia idade máxima para doar sangue

Doação

12 novembro 2013 - 13h00Por Redação

A idade máxima para a doação de sangue no país será ampliada dos atuais 67 anos para 69 anos. Com isso, o governo pretende ampliar em dois milhões o grupo de potenciais doadores.

 

A informação foi divulgada, nesta terça-feira (12), pelo Ministério da Saúde. A pasta também anunciou a publicação de uma portaria que institui como obrigatório um teste mais seguro para o sangue doado, chamado de NAT.

 

Em vez de buscar a resposta imunológica do corpo aos vírus (como faz o teste até então exigido), o NAT identifica a presença do material genético dos vírus HIV e hepatite C, reduzindo assim o impacto da janela imunológica (situação em que o indivíduo já foi infectado pelo vírus, mas seu corpo ainda não apresenta uma resposta a ele). Desta forma, o NAT minimiza a possibilidade de um sangue contaminado ser usado em transfusões.

 

A obrigatoriedade do NAT -já usado em mais de 90% do sangue doado no SUS, segundo o governo- é uma demanda antiga dos especialistas, que cobram um passo além: a utilização de um tipo de NAT que detecta, também, a hepatite B.

 

O ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou que o teste que identifica o vírus da hepatite B já está em desenvolvimento pela Fiocruz e que a previsão é que ele seja incluído como obrigatório no próximo ano.

 

A exigência do NAT consta de uma recomendação feita pelo Ministério Público Federal em Campinas no mês passado. O órgão deu 45 dias para que a Saúde instituísse o teste como obrigatório. Se nada fosse feito, alertou o Ministério Público, o governo seria acionado na Justiça. Segundo o Ministério da Saúde, os hemocentros terão 90 dias para se adequar à nova exigência.

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes