TCE JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Saúde

Governo corre contra o tempo para ativar Hospital da Mulher e da Criança em Dourados

Objetivo é transformar o hospital em referência contra a covid-19 na região

16 abril 2020 - 10h28Por Diana Christie

O Governo do Estado tenta antecipar a ativação do Hospital da Mulher e da Criança de Dourados, para implantar cerca de 60 leitos, entre clínicos e de UTI, e transformá-la em referência no combate à covid-19.

O hospital, que seria entregue em junho, está em fase final de construção em área anexa ao Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e pode ficar pronto já no mês que vem.

Para acelerar, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB)  buscam com a bancada federal, Ministérios da Saúde e da Educação e também com a Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), que faz a gestão do Hospital Universitário de Dourados, dinheiro para equipar o local.

“Paralelamente aos entendimentos junto à Ebserh e à UFGD para que a empresa responsável agilize os trabalhos de construção, em outra frente articulamos a viabilização de recursos da ordem de cerca de R$ 3,5 milhões necessários à conclusão da obra física; e outros R$ 5 milhões para a compra dos equipamentos necessários à ativação dos leitos”, explica o secretário Geraldo Resende.

Como parte do plano emergencial, além dos leitos do Hospital da Mulher e da Criança, o governo luta para implantar 42 leitos clínicos e 25 leitos de UTI, entre públicos e privados, na Grande Dourados.