TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Saúde

HU participa de mutirão de prevenção ao câncer de pele

Ação contará com dermatologistas, residentes e enfermeiros; previsão é atender entre 600 e 800 pacientes

29 novembro 2018 - 15h57Por Da redação / Assessoria

O Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Humap-UFMS), participa neste sábado (01/12) de um mutirão de prevenção e combate ao câncer de pele.

O mutirão, que acontece anualmente e oferece orientações, consultas e cirurgias, é organizado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e faz parte da Campanha Nacional de Detecção do Câncer de Pele.

A dermatologista e coordenadora do evento, Thaísa Saddi Tannous Silvino, explica que no Brasil o câncer de pele responde por 33% dos diagnósticos de tumores malignos. “O câncer de pele não melanoma é o mais prevalente no Brasil e no mundo e o diagnóstico precoce é de extrema importância. Nesta campanha temos a prevenção, o diagnóstico e o tratamento ao mesmo tempo, disponíveis sem nenhum custo para a população”.

Os principais sintomas do câncer de pele são: lesão assimétrica, com bordas irregulares, de sangramento fácil e difícil cicatrização. As manchas podem ser ásperas ou brilharem como pérola, e sua coloração tende a ser escura ou de múltiplas cores.

No Humap-UFMS os atendimentos serão realizados das 9h às 15h, no Ambulatório de Dermatologia (localizado no Ambulatório Geral), e contará com uma equipe de cinco dermatologistas, nove médicos residentes e enfermeiros. A previsão é realizar de 600 a 800 atendimentos. O atendimento é gratuito e para participar basta apresentar documento com foto e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Qualquer pessoa que tenha uma suspeita, uma percepção de manchas, pintas, caroços ou lesões que podem ser ou vir a ser um câncer de pele pode comparecer ao Humap para ser atendida neste dia”, explica o chefe do serviço de dermatologia do Humap-UFMS, Günter Hans Filho.

Todas as pessoas serão consultadas. Os pacientes com suspeita de câncer de pele passarão por biopsia. Caso sejam encontradas lesões pré-malignas, os pacientes farão criocirurgia (método cirúrgico que utiliza gases em baixas temperaturas, especialmente o nitrogênio, para destruir lesões). E se forem constatadas lesões decorrentes de câncer de pele o paciente será submetido a cirurgia.