TJMS dezembro
Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
Saúde

Idosa pede doação de sangue para poder realizar cirurgia e amputar o pé

Dona Julieta sofre de diabetes e está internada no Hospital Universitário, onde conseguiu uma vaga após a divulgação do caso no TopMídiaNews

27 junho 2019 - 15h15Por Luis Abraham

A idosa Julieta Barbosa Massom, 64 anos, irá passar por um procedimento cirúrgico nesta sexta-feira (27), no Hospital Universitário, e a família dela faz um apelo à população de Campo Grande para doação de sangue.

Dona Julieta, que está internada desde o dia 6 de junho após conseguir vaga pela divulgação do caso aqui no TopMídiaNews, sofre de diabetes e, em decorrência da doença, irá realizar uma cirurgia para amputar o pé.

Assim, a idosa pede ajuda e conta com a solidariedade do campo-grandense.

Doação de Sangue

O Hemosul funciona das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira, inclusive no horário de almoço. No sábado as doações podem ser feitas das 7h às 12h.

Orientações básicas

Para doar sangue algumas observações são recomendas:

  • para ser um doador tem que ter de 16 a 69 anos, sendo que os doadores de 16 e 17 anos precisam estar acompanhados dos pais ou responsável ou ter em mãos declaração de autorização, com firma reconhecida. Também é importante lembrar que a primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador;
  • homens podem doar até quatro vezes ao ano com um intervalo mínimo de dois meses, já as mulheres podem doar até três vezes ao ano com um intervalo mínimo de três meses.
  • o doador deve estar bem alimentado para doar sangue, devendo-se evitar alimentos com excesso de gordura já na véspera da doação;
  • embora a nova lei permita a doação de pessoas abaixo de 50 Kg, a Rede Hemosul-MS reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador;
  • algumas condições patológicas são impeditivos para doação, como doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como doença de Chagas, hepatite, Aids, sífilis. Além disso estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue;
  • alguns medicamentos também impedem a doação, portanto, é importante comunicar ao profissional de saúde, no momento da entrevista, os remédios que está utilizando;
  • estar vacinado impede temporariamente a possibilidade de doar, aproveite antes de tomar alguma dose de vacina.