Menu
segunda, 17 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Saúde

Jamal rebate Bernal e diz que fez 'gestão mais segura' da Saúde da Capital

01 setembro 2015 - 15h41Por Rodson Willyams

O ex-secretário municipal de Saúde, vereador Jamal Salem, do PR, rebateu nesta manhã (1º) as acusações feita pelo atual prefeito Alcides Bernal, do PP. Segundo o chefe do Executivo, cerca de 200 pessoas teriam morrido em unidades de saúde de Campo Grande em 2015. Jamal declarou que não são verdadeiras as informações e que teria números para contestar as declarações feita pelo prefeito.

Segundo Jamal, o número de mortes ocorridas em 2015 são menores em relação aos outros anos na Capital. "Eu tenho números que comprovam que estas mortes foram pequenas em relação as outras administrações que passaram pela Secretaria Municipal de Saúde, desde da época do Nelsinho Trad até a penúltima gestão".

E retornando à Câmara Municipal, o vereador afirmou que acredita que o novo secretário de Saúde, Ivandro Fonseca, dará continuidade ao seu trabalho que foi deixado na secretaria.  No entanto, Ivandro já disse que fará mudanças é um diagnósticos na pasta para averiguar os problemas deixado pela antiga administração.

Por fim, o vereador ainda rebateu as declarações feita por Ivandro, em que o gabinete ocupado por Jamal, haveriam escutas dentro da sala. "Eu fiquei surpreso com isso, ele disse que tinha, mas eu desconheço essa informações". Ao final da entrevista, Jamal declarou que não tem lado na Câmara e que vai lutar pelo 'bem de Campo Grande'.

"Vou ajudar e acompanhar todas as ações da prefeitura e colaborar com a cidade", finalizou.