Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
camara municipal
Saúde

Justiça obriga hospitais liberarem prontuários em MS

Decisão

16 outubro 2013 - 16h25Por Carlos Guessy

A pedido do Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul (MPE-MS), uma decisão judicial obriga o Hospital Santa Casa de Campo Grande e o Hospital Unimed, Unidade Miguel Couto, a entregarem os prontuários médicos a familiares e ao próprio MPE-MS.

A decisão é do juiz da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, Amaury Kuklinski. O magistrado acatou a Ação Civil Pública intermediada pela promotora de Justiça Paula Volpe.

Antes da decisão, foi acordada uma força tarefa com os médicos do Ministério da Saúde, porém, segundo o Ministério Público Estadual-MS, os hospitais recusaram-se a fornecer a documentação solicitada.

Segundo o juiz, mesmo que os pacientes já tenham ido a óbito, a família tem o direito de saber os procedimentos utilizados, ainda mais quando existem suspeitas de que os profissionais da saúde desses hospitais podem fazer parte de uma organização ligada a desvio de verbas públicas.

Ainda segundo a decisão, "negar o conhecimento dos prontuários médicos aos familiares e ao Ministério Público é o mesmo que impedir a possível reparação dos danos causados pelos profissionais, ou seja, uma garantia do paciente seria utilizada de forma inadequada e prejudicial".

Leia Também

Mesmo aposentado, idoso que morreu carbonizado mantinha rotina de trabalho
Cidades
Mesmo aposentado, idoso que morreu carbonizado mantinha rotina de trabalho
Brasil tem 24.945 mortes pelo coronavírus
Saúde
Brasil tem 24.945 mortes pelo coronavírus
Youtuber devolve criança autista adotada
Geral
Youtuber devolve criança autista adotada
Parceria com BNDES pode garantir novos investimentos no sistema de abastecimento de água em MS
Cidades
Parceria com BNDES pode garantir novos investimentos no sistema de abastecimento de água em MS