(67) 99826-0686

Mãe organiza 'vaquinha virtual' para custear tratamento da filha com doença misteriosa

Estudante começou a sentir os primeiros sintomas em março, agora corre contra o tempo para diagnosticar a doença e não perder o restante do ano letivo

4 JUN 2019
Luis Abraham
16h25min
Foto: Arquivo pessoal

Há cerca de 3 meses, a menina Raissa, de 15 anos, vive o drama de sofrer com dores diárias por todo o corpo. Ela havia sido diagnosticada com lupus; exames posteriores revelaram o que poderia ser uma fibromialgia. Até o momento, a jovem não sabe ao certo qual enfermidade a acomete. A mãe da estudante, Lúcia Ruiz, tem peregrinado de médico em médico na busca de uma resposta e eventual tratamento. Além do tempo, existe o custo das consultas, remédios e exames, ela conta que os primeiros sintomas apareceram quando Raissa estava na escola.

Um formigamento tomou conta do corpo da garota e Lúcia foi chamada às pressas para buscá-la. A partir daí, as dores passaram a acompanhar Raissa. Mais recentemente, ela também passou a ter retenção urinária e sofrer com os fortes efeitos colaterais dos remédios que foram prescritos. Desde então a jovem não tem saído de casa e se encontra em regime domiciliar para continuar o ano letivo normalmente, entretanto, sem diagnóstico. Não há laudo e sem este ela corre o risco de reprovar no colégio.

Agora a mãe da estudante conta com a solidariedade da população de Campo Grande para ajudar na uma 'vaquinha virtual' da plataforma Vakinha para poder continuar custeando o tratamento e fazer com que a filha volte ter uma vida normal. A meta é arrecadar R$ 3.505,00 e qualquer quantia é o suficiente para auxiliar a menina. 

Para contribuir basta acessar o link do site e preencher os dados para efetuar a transferência ou entrar em contato com Lúcia pelo telefone (67) 99955-5647.

Veja também