Menu
Busca sábado, 07 de dezembro de 2019
Saúde

Menina com cabeça presa em ângulo de noventa graus aguarda cirurgia

A menina convive com dores, tem dificuldades para comer, usar o banheiro e até mesmo para andar

14 julho 2019 - 10h30Por Da redação/Vírgula

Aos meros 11 anos de idade, Afsheen Kumbar já conhece dores inimagináveis causadas por uma condição misteriosa que prendeu sua cabeça em um ângulo de noventa graus. Apesar da situação só ter agravado, ela começou quando Afsheen tinha apenas oito meses de idade, após aparentemente se machucar enquanto brincava ao ar livre. A residente do Paquistão vive com a mãe Jameelan, de 52 anos, o irmão mais velho Mohammad Yaqoob Kumbar, de 27 anos, e outro quatro irmãos mais jovens.

Por causa da posição do pescoço, Afsheen vive com dores, tem dificuldades para comer, usar o banheiro e até mesmo para andar. Uma oferta foi feita por “uma líder global proeminente”, que bancaria com os custos de uma cirurgia. Porém, houve necessidade de adiar a cirurgia após uma consulta por um casamento na família, e depois disso, a família não obteve mais respostas da líder e de sua oferta.

Seu irmão saiu do trabalho pra cuidar da irmã, e a família se sustenta com o salário de 74 dólares que ela ganha ao limpar casas. “Nós a levamos para um médico da cidade mas ele disse que apenas especialistas podem tratá-la”, o irmão conta. “Ele nos disse que deveríamos levá-la para outro país. Nós não temos dinheiro para levá-la.” A família está buscando ajuda na comunidade paquistanesa e com o governo do país.