Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Saúde

Em Campo Grande, ministro reforça programa para atendimento até 22h nas UBSs

Mandetta espera que a nova medida desafogue a superlotação nas UPAs; adesão não é obrigatória

15 abril 2019 - 11h51Por Dany Nascimento

O ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta anunciou, nesta segunda-feira (15), a ‘Revitalização da atenção primária’, que deve oferecer atendimento médico nas Unidade Básica de Saúde até ás 22 horas. De acordo com Mandetta, a nova oportunidade proporciona desafogar a superlotação nas UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

“As unidades eram de 40 horas, das 7 às 11, das 13 às 17 horas, muitas vezes o morador sai de casa cedo para trabalhar e posto ainda está fechado, na hora do almoço fechada, a noite fechada, UPA lota com isso, pronto-socorro também. O que fazemos com isso é dar para gestores a possibilidade de abrir 60 horas semanais, ou seja, se trabalhar 12 horas corrida, pode ser que para sua cidade seja esse o melhor formato, estamos dando oportunidade de trabalhar com 75 horas semanais, com horário estendido até ás 22 horas. Estamos dando modulagem de carga horária de 20 horas para montar equipes”, explica o ministro.

De acordo com o ministro, antes era permitido apenas três equipes de saúde por prédio e a quantidade deve dobrar. “Ampliamos para esses prédios até 22 horas para seis equipes. Geramos uma série de economia para garantir o recurso para custeio. Essas unidades passam de R$ 43 mil para R$ 112 mil, o maior custeio da unidade média de R$ 21 mil vai para quase R$ 40 mil, aquela pequena de R$ 16 mil chega a R$ 30 mil”.

Sobre todo o funcionamento das unidades que devem aderir a revitalização, Mandetta afirma que o município é quem define. “Quem decide que horário, como funciona, são os gestores municipais, mostramos as modalidades, tradicional 40 horas, a de 60 horas com e sem saúde bucal - quem coloca odontologia recebe mais - e 75 horas, que é obrigatório saúde bucal. Na de 75 horas, tem que ter dispensação de psicotrópicos, para acabar com essa coisa de pacientes que fazem o uso de medicamentos controlados e não têm. Ele tem encaixe por demanda”.

Leia Também

Nova política? Harfouche sai para prefeito e já lança campanha do filho
Política
Nova política? Harfouche sai para prefeito e já lança campanha do filho
Motorista do 'conversível das belezuras' trabalha na Petrobras e garante que não paga mulher
Geral
Motorista do 'conversível das belezuras' trabalha na Petrobras e garante que não paga mulher
VÍDEO: tanque de vinho explode e causa enxurrada com 50 mil litros
Geral
VÍDEO: tanque de vinho explode e causa enxurrada com 50 mil litros
Mesmo com 60 mil recuperados, taxa de letalidade por Covid em MS preocupa
CORONAVÍRUS
Mesmo com 60 mil recuperados, taxa de letalidade por Covid em MS preocupa