Menu
Busca sexta, 15 de novembro de 2019
Saúde

Novo medicamento contra câncer de mama pode prolongar vida

Esperança

15 fevereiro 2014 - 11h39Por Carlos Guessy

Um novo medicamento para a forma agressiva do câncer de mama, que pode estender a vida das pacientes por quase seis meses e apresentar menos efeitos colaterais, como queda de cabelo e diarréia, já está disponível para pacientes no Reino Unido, segundo o Jornal Daily Mail.


No Brasil, o Kadcyla, da Roche, foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em janeiro deste ano e agora aguarda a definição do preço para iniciar a comercialização, processo que pode levar três meses, como informou a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama).


O medicamento é indicado para o câncer de mama HER2-positivo, tipo mais agressivo, que afeta uma em cada cinco mulheres diagnosticadas com a doença. É projetado para destruir as células cancerosas, poupando tecidos saudáveis de danos desnecessários.


Segundo o informativo, o medicamento é administrado por via intravenosa a cada três semanas e deve ser utilizado em mulheres que tentaram outros tratamentos. No entanto, eventualmente, pode ser usado antes da disseminação da doença, de acordo com o professor de medicina do câncer Paul Ellis, do Kings College London, na Inglaterra.


Os resultados de um grande ensaio mostram que a novidade prolongou a vida de pacientes com câncer de mama HER2-positivo avançado em 30,9 meses, em comparação com 25,1 meses da terapia padrão.


As mulheres apresentaram menos efeitos colaterais e relataram melhor qualidade de vida. A aprovação do medicamento pela Anvisa baseou-se em estudo com quase 1 mil mulheres com câncer de mama HER2-positivo em 26 países, incluindo o Brasil.