TJMS AGOSTO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 12 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Saúde

Rede pública de Campo Grande perde 20 médicos por mês, estima secretário

Somado a isso, há registros de profissionais que faltam plantões e não cumprem horário, prejudicando ainda mais o serviço

30 abril 2019 - 15h00Por Diana Christie e Rodson Willyans

Secretário Municipal de Saúde, José Marco Filho, estima que a rede pública de Campo Grande perdeu cerca de 500 médicos nos últimos dois anos – uma média de 20 profissionais por mês - aumentando as dificuldades de quem precisa de atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

"Nós tivemos uma perda de 500 médicos na rede em dois anos. Então nós estamos discutindo e vendo novas estratégias para chamar mais médicos. Um novo concurso está programado", revelou durante entrega de três novas ambulâncias para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), na manhã de hoje (30).

Somado a isso, há registros de profissionais que faltam plantões e não cumprem horário, prejudicando ainda mais o serviço. No entanto, quanto a isso, o secretário destaca o andamento de sindicâncias para apurar a conduta de alguns médicos e minimiza o problema.

“São situações pontuais e entendemos que tem explicação, não podemos criminalizar. Mas todos os servidores, desde enfermeiros a médicos, cumprem o seu papel. [Nestes casos] estamos abrindo sindicâncias e há órgãos de punição como o CRM (Conselho Regional de Medicina) e o MP (Ministério Público), além das próprias sindicâncias", complementa.