TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Saúde

Família atingida por covid-19 com mortes era negacionista, afirma secretário

Eles classificavam medidas sanitárias como exageros e tiveram de ser monitorados pela Polícia Civil para ficarem em casa

18 maio 2020 - 11h10Por Rayani Santa Cruz

Em live desta segunda-feira (18), o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende comentou sobre a 16ª morte pela covid-19, em Mato Grosso do Sul. O gestor afirmou que a família que já teve dois mortos infectados eram negacionistas da doença, e que classificavam medidas como exageros.

Marilda Reis, 70 anos, morreu ontem (17) no Hospital Auxiliadora de Três Lagoas. Na semana passada, o genro André Cardamone Junior, 57 anos foi o primeiro a falecer da doença.

Antes das mortes, esposo e neto de Marilda se negavam a cumprir isolamento social e foi necessário a presença da Polícia Civil, ameaça de prisão e multa de R$ 10 mil estipulada pelo Ministério Público.

A família com 13 infectados circulou pelas ruas de Brasilândia, freqüentou casa de parentes e uma delas chegou a gravar live falando que as medidas eram exageradas.

Após a primeira morte, e fiscalização ferrenha da saúde, Polícia, MP e população a família passou a cumprir quarentena.