TCE MAIO
(67) 99826-0686

Após pedir cancelamento da rodada, Inter se "reinventa" para decisão

11 DEZ 2016
Globo Esporte
14h45min
Foto: Eduardo Deconto

O  luto e a dor dos jogadores do Inter pelo acidente com o avião da Chapecoense, na Colômbia, ainda surtem efeitos junto ao elenco, após o pedido de cancelamento da última rodada. Com a confirmação do duelo decisivo contra o Fluminense, no ato derradeiro para evitar a degola, o Colorado se mobiliza para se "reinventar" e, assim, superar o "choque" com a tragédia, que deixou 71 mortos, além de seis feridos.

O pedido para que não houvesse a 38ª rodada partiu de Alex e Ceará, com todo o elenco reunido no auditório do Beira-Rio, na última semana. Já instalado no hotel da delegação no Rio de janeiro, o meia garante que o grupo está preparado para lutar "até o último segundo" pela permanência na Série A.

– Emocionalmente, você sempre vai ficar com algo. Passada a situação, definindo-se que terá o jogo, você tem que se reinventar para fazer o que é necessário, como fizeram o Atlético-MG e o Grêmio, na final da Copa do Brasil. O choque existe, mas não é algo que vai nos impedir de fazer o melhor pela instituição que a gente defende. E nós vamos brigar até o último segundo para manter o Inter na primeira – garante o capitão Alex.

O adiamento da rodada permitiu ainda que Lisca tivesse mais tempo para trabalho com seus jogadores, em meio ao luto pela tragédia com a Chapecoense. Ao longo de 10 dias, o comandante pode realizar uma série de trabalhos diferentes, a fim de aprimorar a compreensão de seus conceitos por parte dos atletas.

– Evoluir, deu. A gente percebe no trabalho nosso de campo que a gente conseguiu. Agora, temos que colocar dentro de campo. O Lisca trouxe uma gama de trabalhos diferentes, buscando sempre o objetivo de trabalhar em equipe e evoluir a questão de posicionamento e raciocínio, estimulando as nossas qualidades. Principalmente num momento tenso desses. Era necessário tentar evoluir. Você produz mais – assegura o meia.

O duelo Com o Fluminense, que vale a permanência do Inter na Série A ocorre às 17h de domingo, no Giulite Coutinho, em Mesquita, no subúrbio do Rio de Janeiro. O Colorado ocupa a 17ª colocação na tabela do Brasileirão, com 42 pontos – dois a menos que o Sport, 16º, e a três do Vitória, 15º.
Para evitar o primeiro rebaixamento de sua história, o Inter precisa vencer o Fluminense e torcer por um empate dos pernambucanos com o Figueirense, na Ilha do Retiro. Neste caso, as duas equipes chegariam aos mesmos 45 pontos, mas o Colorado levaria vantagem no saldo. Há chances ainda de ultrapassar o Vitória, numa combinação mais improvável, que envolve livrar a diferença de cinco gols no saldo. Os baianos recebem o já campeão Palmeiras em casa.

 

Veja também