(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Atlético-PR e Botafogo brigam por vaga de Pré-Libertadores

'Jogos do Ano'

5 FEV 2014
Schimene Weber
07h37min
Foto: Reprodução/LanceNET!

Atlético-PR e Botafogo fazem, às 22h (horário de Brasília) desta quarta-feira (05), os jogos do ano para ambas as equipes. Os times vitoriosos de hoje garantem uma vaga na maior competição de clubes sul-americanos, a Libertadores.

Tanto a equipe paranaense quanto a carioca foram derrotadas no jogos de ida, ocorridos na última semana. Agora, é pôr em campo a raça e o coração para que os torcedores tenham verdadeiros motivos para as comemorações e esperanças de um ótimo início de ano.

Furacão - O Furacão tenta apagar as marcas da derrota por 2 a 1 no jogo de ida contra o Sporting Cristal para passar pelo time peruano e garantir uma vaga no Grupo 1 da Libertadores.

Com ingressos esgotados em apenas 10h de venda, a torcida do Atlético-PR promete apoio incondicional e grandes espetáculos nas arquibancadas da Vila Capanema. 

Os paranaenses estão ofensivamente armados pelo técnico Miguel Ángel Portugal, com um time formado por Weverton; Sueliton, Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo, Zezinho (Paulinho Dias) e Fran Mérida; Marcelo e Ederson.

O time peruano comandado pelo argentino Daniel Ahmed deverá entrar em campo com Penny; Luis Advíncula, Balbín, Delgado e Cossio; Cazulo, Calcaterra, Yotún e Lobatón; Leguzamón e Ávila.

O Atlético-PR precisa vencer por 1x0 ou pelo menos dois gols de diferença para garantir a vaga. 

Fogo -  Após quase 18 anos fora da competição, o Botafogo quer garantir a vaga na Libertadores contra o Deportivo Quito em grande estilo: com o Maracanã lotado e um grande espetáculo na torcida.

Depois da derrota por 1x0 no jogo de ida, o Glorioso precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar para a fase de grupos. Se bater os equatorianos por 1x0, a disputa vai para os pênaltis. Qualquer outro placar por um gol de diferença favorece os rivais.

O técnico Eduardo Hungaro já armou a equipe carioca com Jefferson, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Tanque Ferreyra.

A equipe equatioriana comandada pelo técnico Juan Carlos Garay poderá entrar em campo com Rolando Ramírez; Víctor Chinga, Martín Bonjour, Luis Romero e Carlos Bayas; Freddy Olivo, Omar Andrade, Édison Vega e Carlos Feraud; Víctor Estupiñan e Walter Calderón.

Veja também