ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Brasileiros garantem bons resultados em duelos na Libertadores

Mais que especial

27 FEV 2014
Schimene Weber
09h51min
Foto: Reprodução

Os duelos de ontem (26) pela Copa Libertadores da América foram marcados por bons resultados para a 'segunda leva' das equipes brasileiras, já que os primeiros confrontos dos times nacionais foram realizados na noite de terça-feira (25). 

Confira, abaixo, algumas informações sobre os marcantes duelos que fizeram a alegria das torcidas de Flamengo, Atlético-MG e Botafogo:

Atlético-MG x Santa Fé -
Os principais nomes ouvidos na noite de ontem foram os de Paulo Autuori e Neto Berola. O técnico da equipe mineira foi o responsável pelas alterações que mudaram o placar, e pode-se dizer que o nome salvador do jogo foi o de Neto Berola.


O Galo começou a partida de forma animadora, marcada por três elementos: toque de bola, rapidez e movimentação. As chances começaram a surgir, mas o gol não saía.

No segundo tempo, o Atlético começou a ficar mais cauteloso, dando espaço para que os colombianos pudessem jogar livremente, o que não estavam conseguindo fazer de forma efetiva no primeiro tempo. Logo, isso mudou e o clube de Minas Gerais conseguiu fazer, aos sete da segunda etapa, o primeiro gol, marcado por Jô.

O Santa Fé, por sua vez, não deixou barato e logo empatou a partida, com um forte chute de Pérez que não deu vez ao goleiro Victor.

Então, veio a luz: Neto Berola entrou em campo no lugar de Fernandinho. Muitas vezes questionado pela torcida, ele foi efetivo e, em cobrança de lateral aos 41 do segundo tempo, Berola acertou um voleio e virou a partida, dando ao Galo a segunda vitória da competição.

Botafogo x Unión Española - O Botafogo entrou em campo como costumeiramente faz: com um bom volume, boas chances, mas pouca efetividade. Em um primeiro tempo acirrado, graças ao talentoso camisa 10 chileno, ninguém foi muito além do 'quase'.

No segundo tempo, aos 29 minutos, Chávez, o próprio camisa 10, chamou pra si a responsabilidade e finalizou com categoria em um chute cruzado, balançando a rede e fazendo 1x0.

O placar encaminhava para uma possível vitória oportunista da Unión, mas o atacante Ferreyra desencantou e deixou tudo igual para o Bota, que segue líder em seu grupo.

Flamengo x Emelec - O Flamengo tinha, na noite de ontem, motivos para sorrir e para chorar. Sorrir porque a torcida, finalmente, pôde voltar para a sua 'casa', que é o Maracanã; chorar, porque talvez a noite de quarta-feira poderia ser a última em que os 34.726 pagantes veriam o atacante Hernane atuando com a camisa Rubro-Negra.

Como resposta à modesta festa da torcida, o Fla começou a jogar de forma animadora. Aos dez minutos da primeira etapa, Elano, que foi um maestro na merecida vitória carioca, acertou uma cobrança de falta e abriu o placar. 

Depois do gol, foi como se a vitória já estivesse garantida e o Urubu parou de jogar e ficou completamente desorientado em campo. Fim da primeira etapa e um total marasmo no estádio.

Aos nove minutos do segundo tempo, Elano rolou de calcanhar, André Santos invadiu a área e cruzou para que Hernane pudesse balançar a rede. A torcida foi à loucura e começou a gritar, insistentemente, "Fica, Hernane!".

Enfim, aos 36 minutos, Everton fechou o placar e se consagrou como um dos melhores jogadores em campo, ao lado dos dois outros marcadores.

No fim da partida, o argentino Escalada arriscou de longe, a bola desviou em Samir e acertou o ângulo defendido por Felipe. Placar final: 3x1. 

A raça, o amor e a paixão prevaleceram, e todos os flamenguistas ali presentes deixaram o Maracanã felizes, com a certeza de que toda a festa feita poderia fazer a diferença na hora das escolhas da diretoria e de Hernane... E, também, no resultado final. 

Veja também