TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

Com ótimos números em Interlagos, Massa dá adeus e quer 'prova maluca'

Piloto da Williams é um dos brasileiros que mais venceu, é o que mais fez poles, o que tem mais pódios e o que liderou o maior número de voltas na pista de São Paulo

13 NOV 2016
Globo Esporte
12h55min
Foto: Getty Images

Chegou o dia da separação. Felipe Massa e o autódromo de Interlagos escreverão neste domingo o 13º e último capítulo de uma história de sucesso na pista que sediará a penúltima etapa da temporada 2016 do mundial de F1. E, para quem larga na inesperada 13ª colocação, o pedido é para que São Pedro traga a chuva neste domingo.

- Eu torço por uma corrida maluca. Na chuva, tudo pode acontecer. Com tanque cheio, as condições mudam completamente. Só espero que o que aconteceu na classificação não se repita na corrida e o comportamento do carro melhore. A previsão que estamos trabalhando é que será algo bem parecido com o sábado, com períodos de chuva. Mas todo mundo conhece, sabe como é difícil acertar algo de temperatura aqui em São Paulo – afirmou o piloto brasileiro.

As estatísticas mostram que Massa é o melhor brasileiro em vários aspectos na pista paulista. Ele é o que mais venceu (duas vezes, ao lado de Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna), é o que mais fez poles (três), o que mais tem pódios (cinco) e o que mais voltas liderou (183). Ele só não é o piloto que mais ganhou no autódromo José Carlos Pace porque teve de entregar um triunfo em 2007 para que seu companheiro na Ferrari, Kimi Raikkonen, ganhasse o campeonato. E foi em Interlagos que o brasileiro sentiu o gostinho de ser campeão mundial. Ele ganhou a prova de 2008, mas Lewis Hamilton ficou com o caneco após fazer ultrapassagem na última volta.

- Com certeza consegui muita coisa boa aqui em Interlagos, É uma pista fantástica, espera que a despedida possa ser boa, com uma grande corrida. Esse lugar é especial, tenho muito amor a cada momento que entro na pista. Fico muito satisfeito com tudo que conquistei aqui. E ainda entreguei uma vitória aqui, era para ter sido o piloto que mais venceu na categoria. É um dos lugares mais importantes da minha carreira, junto com Istambul – ressaltou o brasileiro.

Até por ser a corrida de despedida, Massa está curtindo cada instante desta semana. Sempre muito assediado no paddock, faz questão de tirar fotos e dar autógrafos. Após o treino de classificação, mesmo ficando em 13º, subiu ao muro e foi ovacionado pelo torcedor presente. Na noite de sábado, ele fez uma festa para os integrantes da equipe Williams, até para agradecer o excelente relacionamento das últimas três temporadas.

- O coração está batendo forte, sentindo a emoção e o carinho da torcida. Lógico que não é fácil se despedir, é fenomenal correr no Brasil, no quintal da minha casa. No ano que vem, quando tiver a corrida do Brasil, é óbvio que vou sentir falta. Mas estou 100% feliz com a minha decisão e pronto para a próxima etapa da minha carreira. Quando a saudade bater forte, vou assistir alguma corrida em algum lugar – ressaltou.

A relação com Interlagos é tão especial que Massa espera que não seja o último GP do Brasil na categoria. Apesar de ter contrato para que a corrida seja realizada até 2020, existe a preocupação devido aos problemas enfrentados pelo país atualmente. O chefão da FIA, Bernie Ecclestone, já mostrou preocupação sobre esse assunto.

- Para mim é muito difícil responder sobre isso. Espero que o Brasil continue no calendário da F-1, mas é preciso entender a situação econômica. O momento é de crise. Estou respondendo o que espero que aconteça, mas sei que as coisas podem mudar. E não ter um piloto brasileiro na Fórmula 1 vai atrapalhar muito as coisas por aqui. Espero que o Felipe possa continuar para tentar se estabilizar por aqui.

 

Veja também