TCE MAIO
(67) 99826-0686

Com quadro estável, Lais Souza deixa UTI de hospital em Miami

Recuperação

20 FEV 2014
Agência Brasil
17h00min
Lais esta se recuperando de acidente no esqui. Foto: Reprodução/Instagram

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) comunicou nesta quinta-feira que a atleta Lais Souza deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Jackson Memorial, da Universidade de Miami, pouco mais de três semanas após sofrer um grave acidente quando se preparava para os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi.


De acordo com o comunicado do COB, Lais apresentou evolução no seu quadro clínico, respira sem a ajuda de aparelhos. O estado de saúde da atleta é estável. "A primeira grande vitória é conseguir respirar sozinha. A Lais ainda tem uma traqueostomia conectada a oxigênio, mas está conseguindo respirar sem se cansar", disse Antonio Marttos Jr., médico do COB e da Universidade de Miami.


Lais Souza sofreu uma grave lesão na coluna cervical no dia 27 de janeiro, quando esquiava no Park City, em Salt Lake City, no estado norte-americano de Utah. A brasileira precisou passar por cirurgia no Hospital da Universidade de Utah. No dia 5, ela foi transferida para o hospital da Universidade de Miami.


Marttos explicou os próximos passos da recuperação de Lais. "Nessa nova etapa do tratamento, vamos dar ênfase à manutenção dessa capacidade e à recuperação da parte hemodinâmica. Ela tem uma pequena válvula acoplada à traqueostomia, que permite a ela falar normalmente", disse.


O COB ressaltou em seu comunicado que não existe qualquer previsão sobre quando Laís poderá deixar o hospital de Miami e voltar ao Brasil. Mas Marttos destacou a força de vontade da brasileira no processo de recuperação. "A Lais surpreende e emociona a toda a equipe de saúde diariamente, com sua determinação e pensamento positivo. Lais é a paciente mais forte que eu já tratei", afirmou.


Ginasta com participação em duas edições da Olimpíada - Atenas/2004 e Pequim/2008 -, Lais Souza foi cortada às vésperas dos Jogos de Londres/2012, por causa de uma lesão. Depois disso, ela deixou a ginástica e aceitou o convite da Confederação Brasileira de Desportos da Neve para aprender a praticar o esqui aéreo e competir no esporte. Ela se preparava para a Olimpíada de Inverno de Sochi quando sofreu o grave acidente que a mantém internada desde então, mas agora fora da UTI.

Veja também