(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Cruzeiro recebe a Ponte Preta no Mineirão pressionado por vitória

Se vencer, o Cruzeiro consegue ultrapassar vários concorrentes, chegando à 12ª colocação do torneio

8 OUT 2016
Redação
12h54min
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Cada partida tem sido uma final para o Cruzeiro. Com risco de queda para a Série B, a Raposa viu sua situação no Campeonato Brasileiro se complicar um pouco após vitória do Internacional na última quinta-feira, que deixou a equipe mineira dentro da zona de rebaixamento. Com isso, o time de Mano Menezes entra em campo, neste sábado, às 20h (MS) contra a Ponte Preta, no Mineirão, com a obrigação de vencer.

Embora esteja no grupo dos quatro últimos, a luta contra a queda está bastante embolada. Se vencer, o Cruzeiro consegue ultrapassar vários concorrentes, chegando à 12ª colocação do torneio.

Para a partida, o técnico Mano Menezes tem alguns problemas para armar sua equipe. O zagueiro Manoel e o volante Ariel Cabral estão suspensos – o defensor pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por agredir um companheiro e o meio-campista pelo terceiro cartão amarelo. Já o armador De Arrascaeta serve a seleção uruguaia e também está fora.

O preenchimento das vagas, no entanto, já está definido. Na defesa segue o zagueiro Léo. Entre os volantes, Lucas Romero retorna a equipe e, na armação, Rafinha, que foi titular no jogo anterior, continua.

Ponte vai para o jogo com dúvidas e falta de vitórias

A expectativa da Ponte Preta ao pisar no gramado do Mineirão é voltar a vencer. A equipe de Eduardo Baptista não sabe o que é uma vitória no Campeonato Brasileiro há três jogos.

Mas nem todas as noticias são ruins: o treinador terá quase seu elenco completo para o jogo contra a Raposa. Apenas o volante João Vitor fica fora do confronto por causa do terceiro cartão amarelo.

Sem o volante, no entanto, Baptista tem cinco retornos: Nino Paraíba, Rhayner, William Pottker, Reinaldo e Clayson. Os três últimos voltaram após cumprirem suspensão automática, enquanto os dois primeiros nomes da lista foram liberados do departamento médico.

Com isso, o treinador ainda carrega a dúvida no ataque, ainda sem definir qual jogador vai ser titular ao lado de Roger no setor. Pottker sai na frente na disputa, entretanto, Rhayner e Clayson ainda estão na briga.

Veja também